Categoria: Utilitários

 

Lista de Ferramentas para Testar o Hardware do MSX

Lista de Ferramentas para Testar o Hardware do MSX

 

O MSX tem milhares de programas espalhados pela Internet e a ideia de artigo é sintetizar uma lista de algumas ferramentas que são muitas vezes necessárias para testar nossas máquinas ou mesmo ter informações detalhadas sobre elas. Porém no momento que  precisamos usa-las fica muito difícil de encontrar todas de uma vez só. E é por isso estou compilando as principais ferramentas para apoio em testes no MSX.

Sem mais delongas, segue a lista:

 

Ferramenta Descrição Imagem
Tiny Slot Checker Programa que exibe a disposição de Slots no MSX (muito bom)

Está disponibilizado em formato .ROM .DSK .CAS e .BIN

Permite salvar um DUMP das páginas em disco ou cassete.

Site Oficial: Tiny Slot Checker

MsxMem Mostra a disposição dos slots, paginas, rom, etc. na máquina.
MemChk Ferramenta para verificar se a memória disponível está funcionando corretamente
MSX Diagnostics Ferramenta para testar o vídeo, teclado, Joystick, etc.

Site Oficial: MSX Diagnostics

TestRam Umas das mais conhecidas ferramentas para testar e obter
informações de sua máquina
Umpire

O UMPIRE é um programa abrangente de teste de memória que implementa dois algoritmos de teste desenvolvidos na Universidade de Illinois. o algoritmos foram publicados em junho de 1978 ‘IEEE TRANSACTIONS ON COPUTADORES’. Os
algoritmos de teste da Universidade de Illinois são as Rotinas de teste ‘BOOMERANG’ e ‘HALF SLOW’.

MemTest Software para testar a Memoria Mapper via linha de comando.
Slots Mostra a configuração dos slots na máquina
TestMap Excelente programa que mostra o slot da RAM e realiza testes de erros.
SysId Programa nota 10, mostra diversas informações sobre a máquina, memória, disco, etc.
MSample Programa em basic que mostra a disposição dos slots na máquina
VdpSped2 Exibe informações sobre o VDP da máquina
ChkSpd Estima a velocidade da CPU e calibra o RTC
Dhryston Programa que realiza o Benchmark da maquina
Dspeed Programa para calcular Benchmark do disco
Power Programa que mede potência da CPU. Agora MGSDRV mede mudanças efetivas em velocidade e desempenho
Out98H Faz diversos teste com a Screen 8 da máquina
Ident Exibe informações sobre o VDP da máquina

 

É uma boa lista de ferramentas para testar seu MSX. Fique de olho, pois surgindo novas ferramentas, elas serão postadas nesse artigo.

 

Até mais….

 

 

 

 

 

 

 

 262 total de visualizações

Lista de Monitores que aceitam 15 kHz

Lista de Monitores que aceitam 15 kHz

 

É fato que todos nós queremos usar nossos computadores antigos ou videogames na melhor definição possível.

Com base nessa ideia  estamos sempre a procura de monitores que aceitem 15 kHz (15.7 Khz na verdade) em sua varredura horizontal (informações no wikipedia).

Porquê? Porque somente esses monitores são compatíveis com nossas amadas máquinas.

Mas nem tudo é simples, a maioria dos manuais dos monitores não trazem essa informação de mão beijada. Então só testando mesmo.

Abaixo segue a compilação de uma Lista de Monitores que aceitam 15 kHz e também de Monitores que não são compatíveis com essa frequência:

Instale também, para maior comodidade, nosso aplicativo com a lista de monitores e tenha essa informação a qualquer momento na palma de  sua mão.

 

 

MarcaModeloTipoTamanho15kHzFrequenciaOBS
ACER1711LCD17No
ACERAL1716LCD17No
ACERAL1732LCD17No
ACERAL1917LCD19PartialWorks in monochrome mode
ACERG206HQLLED19,5Yes
ACERG246HLLCD24Yes60 Hzhttp://www.ukvac.com/forum/acer-15khz-lcd-monitor_topic369442.html
ACERH236HLLCD WIDE23Yes
ACERK202HQLLCD WIDE19,5Yes
ACERK242HYLLCD WIDE23,8Yes
ACERP206HLCD/LED20No60Hz
ACERS240HLLCD24Yes60 Hzhave to play with the adjustments to get it to center, as the Auto Adjust did not work well
ACERS242HLLCD WIDE24Yes
ACERT232HLLED23Yes60Hz
ACERT232HLLCD23Partial60 Hz*works, but pixels are uneven and ugly. Also can't take out of 16:9 mode
ACERV223WLCD/LED22No60Hz
ACERV226HQLLED WIDE21.5Yeshttps://youtu.be/3bRAY4CcfRk
ACERX183HLCD/LED18.5No60Hz
ACORNAKF17CRT14Yes50/60 Hz
ADVANTECHFPM-2150G-XCELCD17No60Hz
AOC1619SwaLCD WIDE15.6No60HzTested by Retropix
AOC19D1461LCD19Yes50/60 Hz
AOC212VALCD/LED22No60Hz
AOC712SALCD17No50/60Hz
AOC716SWLCD15,6No60Hz
AOC717FWY-1LCD/LED17No50/60Hz
AOC912VWALCD/LED19No60Hz
AOCCM314CRT14Yes
AOCE1621SwbLED WIDE15.6No60HzTested by Retropix
AOCE1621WLCD/LED15,6No60Hz
AOCE2250SWDALCD WIDE21.5No
AOCE2460PLED WIDE24No
AOCE943FWSKLCD/LED18,5No60Hz
AOCF22LCD21,5No50/60Hz
AOCL229BXA007146LCD22No60Hz
AOCLM522LCD15No50/60Hz
AOCLM722LCD/LED17No60HzTested by Retropix
ASUSVE247HLED WIDE23.6Yes
ASUSVE248HLED WIDE24Yes
ASUSVG245QLCD WIDE24Yes
ASUSVG275QLCD WIDE27Yes
ASUSVW191SLCD WIDE19No
ASUSVW196DLCD WIDE19No
ASUSVW227DLCD21,5Yes
ASUSVW266HLCD WIDE25.5No
ASUSVX24ALCD WIDE21.8YesAlso compatible for Sync-on-Green
AYDIN CONTROLSSP 1499CRT13Yes
AYDIN CONTROLSSPECTRUM AUTOSYNC 9008CRT20Yes
AYDIN CONTROLSSPECTRUM AUTOSYNC 9026CRT28Yes
BENQBL2205PTLED21,5YesThis monitor is widescreen, and also has integrated speakers. Picture fills entire screen and can not be stretched to 4:3 ratio. Wired adapter works fine with A500/A600 and 1200 for bigbox amigas you need buffered adapter.
BENQBL702ALED17Yeshttps://youtu.be/YIy2jK0p1rI and https://youtu.be/Dd-S8Ce6QA8
BENQBL912LED19Yeshttps://youtu.be/xgMdtafPznQ
BENQFP222WALCD WIDE22No
BENQFP767LCD SQUARE17No
BENQG2222HDLLCD21.5Yes50 HzTested by Bertold Mayer (PeachMan) Monitor works with Amiga 15kHz PAL mode. A600, A500, A1200 with normal RGB->VGA cable. A4000 buffered VGA cable. Monitor: Benq G2222HDL (FullHD 16:9 LED-LCD, 50Hz TN panel) Works, scroll is brilliant, but can not change 4:3 ratio. Clock and phase adjustable manual, display is nice.
BENQG2420HDLED24Yes
BENQG610HDPLLCD WIDE15.6Yes
BENQG922HDLLED19YesCan change aspect to 4:3 on this widescreen display. squareeyes reported this monitor not working, so likely not all revisions are compatible
BENQG925HDALCD/LED19No60Hz
BENQGL955ALED WIDE18.5Yes16:9 screen, can change aspect to 4:3
BENQMS510PROJECTORXYesProjector shows good picture, but Pixel clock cannot be tuned - some vertical banding appears. Also no overscan is shown.
BENQRL2240HELCD/LED22Yes60Hz
BENQVW2430HLCD WIDE24Yes
BENQXL2410TLED24Yes
BENQXL2720ZLCD/LED27Yes60Hz
CCELN14GWLED14Yes60Hz
CCELW144LED WIDE14Yes60Hz
CCETL 340LCD WIDE14No50/60 Hz It has no VGA input, but it has SVideo and RCA inputs
COMMODORE1042S-D2CRT14Yes
COMMODORE1080CRT14Yes
COMMODORE1081CRT14Yes
COMMODORE1083SCRT14Yes
COMMODORE1084S/S-P/P/S-P2/D/S-DCRT14Yeshttps://youtu.be/m33Yh5lwims
COMMODORE1085CRT14Yes
COMMODORE1701CRT13Yes
COMMODORE1702CRT13Yes
COMMODORE1940CRT13Yes
COMMODORE1942CRT13Yes
COMMODORE1950 (AOC CM314)CRT14Yes
COMMODORE1960CRT14Yes
COMMODORE1962CRT14Yes
COMMODORE2002CRT14Yes
COMMODORE2024CRT15Yes
COMMODORE2080CRT14Yes
DELL2001FPLCD20YesPlease note that not all revisions of this monitor work in 15kHz. On other internet forums they say, that DELL 2001FP made up until June 2005 is working, monitors from September 2005 dont
DELL2007WFBLCD20No60Hz
DELL2208WPFLCD22No60Hz
DELL2209WAFLCD WIDE22No
DELLE157FPcLCD15No50/60 HzTested by Retropix
DELLE173 FPLCD17No60Hz
DELLE176FPCLCD/LED17No60Hz
DELLE178FPCLCD SQUARE17No60HzTested by Retropix
DELLE1914HLED18,5Yes
DELLP1917SLED19Yes50/60 HzTested by Reginaldo Bertini
DELLP2314HLED WIDE23.6Yeshttps://youtu.be/rdR4_ExuIRQ
DELLSE2717HLCD WIDE27Yes
DELLSR2320LLED23Partial*Doesn't remember screen position. A few pixels lost in some modes
DELLST2210LCD WIDE21.5Yes
DELLST2320LLED23Yes
DELLST2410LCD24Yes
DELLST2420LLED WIDE24Yes
DELLU2211HLCD WIDE21.5Yes
DELLU2212HMLED22Yes
DELLU2311HLCD23Yes
DELLU2312HMLED23Yes60Hz
DELLU2410LCD24Yes
DELLU2412MLCD24Yes50/60Hzhttps://youtu.be/Vloo7nwL56U
DELLU2711LCD WIDE27Yes
DELLU2913WMLCD29Yes
DELLULTRASHARP 2311HLCD24Yes
DELLWTI-P190SLCD19No60Hz
EIZOFLEXSCAN L771LCD19.6Yes50/60Hzhttps://youtu.be/A3pm0Jg4-j4
EPSONH416BPROJECTORYes
ETCMD-935ACRT9No
FUJILINKA1901WLCD/TV19Yes50/60Hz
FUJITSUAMILO XL 3220TLCD WIDE21.5No
FUJITSUB23T6LCD WIDE23YesWidescreen display. Picture fills entire screen and can not be stretched to 4:3 ratio. 15kHz capability stated even in users manual.
FUJITSUSIEMENS A-17-1LCD17No
FUJITSUSIEMENS B19-3LCD SQUARE19No
FUJITSUSIEMENS P19-2LCD SQUARE19No
GECHIC1303HLCD WIDE13.3Yes
GRADIENTE2730LCD/TV27Yes60Hz
GRADIENTEMBW-12CRT12Yes60 HzMonochrome (green)
HP2011xiLED20No60 Hz
HPL185BLCD18,5No60Hz
HPLE1851WLCD/LED18,5No60Hz
HPvp15sLCD15No60 HzTested by Retropix
HP COMPACLE 1711LCD17No60Hz
HP COMPAQLA2205WGLCD22No–
HYUNDAIHCM 428EVCRT14No
HYUNDAIIMAGEQUEST B790+CRT17No50/60Hz
IMAGE SYSTEMC21LV-65MAXCRT21Yes50/60 Hz
IMAGE SYSTEMM21LMUMAXCRT21Yes50/60 Hz
IMAGE SYSTEMM21LV-65MAXCRT21Yes50/60 Hz
IMAGE SYSTEMM24LV-65MAXCRT24Yes50/60 Hz
INSIGNIANS-32D311NA15LED/TV32No50/60 Hz
LG15LC1RLCD15Yes60Hz
LG22LS4RLCD22No50/60HzTested by Retropix
LG26LG30RLCD26No60Hz
LGE1960T-PNLED19No50/60Hz
LGE2050TLED20No60Hz
LGE2240LCD21.5No50/60
LGIPS235LCD/LED23No60Hz
LGIPS277LLED WIDE27No50/60Hz
LGL1550SLCD15No50/60Hz
LGL1552S-SFLCD/LED15No60Hz
LGL1553SLCD15No50/60Hz
LGL173SALCD17No60Hz
LGL1742PLCD17No–
LGL1742SLCD/LED17No60Hz
LGL1750SLCD/LED17No60Hz
LGL1752SLCD17No50/60 Hz
LGL1753TLCD/LED17No60Hz
LGL177WSLCD/LED17No60Hz
LGL192WSLCD19No60Hz
LGL1952HLCD SQUARE19No50/60 Hz
LGL1953HLCD/LED19No60HzTested by Retropix
LGL225WTLCD WIDE22No
LGL226WTQ-BFLCD22No60Hz
LGM1721ALCD17Yes50/60Hzhttps://youtu.be/D7U439eb-34
LGM1917ALCD19Yes50/60Hz
LGM198WALCD WIDE19Yes
LGM228WALCD WIDE22No
LGSTUDIOWORKS 560ACRT15No50/60Hz
LGW1752TLCD/LED17No60Hz
LGW1943CLCD/LED19No60Hz
LGW2252TQLCD/LED22No60Hz
LGW2353VLCD/LED24No60Hz
MITSUBISHI AM-3501RCRT35Yes50/60 Hz
MITSUBISHI26M (HC3505)CRT26Yes50/60 Hz
MITSUBISHIAM-2752 / AM-2752A CRT27Yes50/60 Hz
MITSUBISHIAM-4201RCRT42Yes50/60 Hz
MITSUBISHIHC3925KTKCRT20Yes50/60 Hz
MITSUBISHIVISEO MDT 152XLCD/TV14Yes60Hz
MITSUBISHIXC-3315CCRT33Yes60 Hzhttps://www.broadcaststore.com/store/model_detail.cfm?id=15154
MITSUBISHIXC-3716CCRT37Yes50/60 Hz
MITSUBISHIXC-3717CCRT37Yes50/60 Hz
MITSUBISHIXC-725CCRT37Yes50/60 Hz
NEC1550MLCD SQUARE15Yes60Hz
NEC1550MLCD15Yes
NEC1970NXLCD19Yes
NEC1970NXPLCD SQUARE19Yes60HzWired adapter works fine with A500/A600 and 1200 for bigbox amigas you need buffered adapter.
NEC1970NXPLCD19Partial*Interlaced modes don't work properly
NEC51VLCD15PartialLaced modes cause flickering. (specs)
NEC71VLCD17Yes50/60HZhttps://youtu.be/rbIrNzV_k_E
NECEA193MILED19Partial*Uncorrectable aspect ratio
NECMULTISYNC 3D/3DSCRT14Yes50/60hz
NECMULTISYNC 4PG (PG-2740)CRT27Yes50/60 Hz
NECMULTISYNC EA190MLCD SQUARE19Yes50/60hzThis monitor also features built-in speakers
NECMULTISYNC EA192MLCD SQUARE19Yes50/60hzThis monitor also features built-in speakers
NECMULTISYNC EA241WMLCD WIDE24Yes50/60hz
NECMULTISYNC XM29CRT29Yes50/60 Hz
NECMULTISYNC XM37 CRT37Yes50/60 Hzhttps://shmups.system11.org/viewtopic.php?p=1330946
NECMULTISYNC XP37CRT37Yes50/60 Hz
NOVALM-522NLCD15No50/60Hz
PANASONICTH42PWD6UYPLASMA42YesTested with buffered cable
PHILCOTV PH32 LED A2LED32No50/60Hz
PHILIPS107SLCD/LED17No60Hz
PHILIPS1081CRT14Yes
PHILIPS150SLCD/LED15No60Hz
PHILIPS190VWLCD/LED19No60Hz
PHILIPS215VWLCD/LED21,5No60hz
PHILIPS32PFL3403/78LCD32No60Hz
PHILIPS32PFL5007G/78LED32No50/60Hz
PHILIPS40PFL4606D-78LCD40No50/60Hz
PHILIPSCM8833-ICRT14Yes
PHILIPSCM8833-IICRT14Yes
PHILIPSCM8852CRT14Yes
PHILIPSCM8873CRT14Yes
PHILIPSMAGNAVOX 17MD255/17LCD/TV17Yes
PHILIPSTV 32PFL3404/78LCD32Yes60Hz
PHILIPSTV 42PFL3403/78LCD42No60Hz
PHILIPSTV 42PFL5605DLCD42Yes50/60
PLANAR1520MLCD15Yes
POSITIVOLINE 425LCD/LED15Yes60Hz
POSITIVOPO15T105SLCD/LED15No60Hz
POSITIVOSMILE 405LCD14Yes50/60 Hz
POSITIVOSMILELIGHT 563LCD WIDE15Yes60Hz
PRESTIGIOLW 974LCD WIDE23.6No
PRESTIGIOP151LCD SQUARE15.6No
PROVIEWFV726WLCD/LED17No50/60Hz
PROVIEWPV-564DCRT15No50/60Hz
SAMSUNG623NWLCD15,8No50/60Hz
SAMSUNG712NLCD SQUARE17Yes60 Hzhttps://m.facebook.com/groups/182223775136806?view=permalink&id=4913375552021581&sfnsn=wiwspmo&extid=8mnEmjNnV8UNyQz5
SAMSUNG713NLCD17Yes60Hz
SAMSUNG743BXLCD17No60Hz
SAMSUNG794 MBCRT17Yes
SAMSUNG913NLCD19No60Hz
SAMSUNG915NLCD19Yes60Hz
SAMSUNG915TLCD19Yes60Hz
SAMSUNG940MGLCD19No
SAMSUNG940VLCD19Yes60 Hz
SAMSUNGCM4531CRT14Yes
SAMSUNGCS455ICRT14Yes
SAMSUNGLN32C450E1MLCD32No50/60Hz
SAMSUNGLN32D550K7GLCD32No60Hz
SAMSUNGLN40C530F1MLCD40No50/60Hz
SAMSUNGP2470HNLCD/LED24No50/60Hz
SAMSUNGS16B 110LED15No60Hz
SAMSUNGSUNCMASTER 793VCRT17No50/60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 150MPLCD14Yes
SAMSUNGSYNCMASTER 151MPLCD14Yes
SAMSUNGSYNCMASTER 170MPLCD17Yes
SAMSUNGSYNCMASTER 171MPLCD17Yes
SAMSUNGSYNCMASTER 204BLCD/LED20Yes60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 2232BW PLUSLCD/LED22No60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 245BLCD24No
SAMSUNGSYNCMASTER 510NLCD/LED15Yes60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 540NLCD/LED15No60HzCheck this article first: https://sites.google.com/site/msxbase/hardware/monitor-samsung-510n
SAMSUNGSYNCMASTER 710NLCD17Yes50/60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 740NLCD/LED17Partial60HzThey are not all that work. Some work, so some need to be tested.
SAMSUNGSYNCMASTER 743NLCD/LED17No60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 750BLCD17Yes60Hzhttps://youtu.be/QlNGod2zyLE
SAMSUNGSYNCMASTER 910MPLCD19Partial
SAMSUNGSYNCMASTER 910TLCD19Yes60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 933LCD/LED19No60Hz
SAMSUNGSYNCMASTER 940B SLCD19Yes60 HzTested by Alexandre Sampaio
SAMSUNGSYNCMASTER 940BELCD19Partial
SAMSUNGSYNCMASTER 950bLCD19Yes50/60 HzTested by Retropix
SAMSUNGSYNCMASTER BX1931LCD/LED19No60Hz
SHARPAQUOS LC32LE700UNLED32Yes60Hzhttp://atariage.com/forums/topic/157563-vga-15khz-capable-lcd-us/#entry1933428
SHARPLC-32SV202BLED32No50/60Hz
SONYBravia KDL-32L5000LCD32No50/60 Hz
SONYCPD-1302CRT13Yes
SONYCPD-1302ACRT13Yes
SONYCPD1402ECRT14Yes
SONYGVM-1310CRT14Yes
SONYGVM-1311QCRT14Yes
SONYGVM-2020CRT20Yes
SONYKLV-14AP2LCD14Yes60Hz
SONYPVM-14M2UCRT14Yes60Hz
SONYPVM-2030/BSCRT20Yes50/60 Hz
SONYPVM-2530/BSCRT25Yes50/60 Hz
SONYPVM-5041QCRT5Yes50/60 Hz
SONYSDM-HS73LCD17No50/60 HzTested by Retropix
SONYSDM-HX73LCD SQUARE17No50/60 Hz
SONYTRINITRON MULTISCAN E230CRT17No
SONYTRINITRON PVM-8044QCRT8Yes
SUNPN17JOCRT17No60Hz
SUNSUNRAY 170LCD17Yes60Hz
TOSHIBA/STILE3264(A)WLED32No60Hz
XEROXXL370BLCD17Yes

 

 

Na maioria dos casos, basta montar um cabo RGB para VGA com a pinagem correta para cada equipamento e pronto.

Outros computadores ou consoles precisam de um circuito adicional para separação de sincronismo. Nesse caso será necessários verificar a especificação de cada equipamento utilizado para confeccionar o cabo.

Essa lista é alimentada com informações dos próprios usuários e de compilação de outras listas

Caso existam quaisquer divergências nessas informações, por gentileza, comunique-nos que efetuaremos as devidas correções.

 

Ajude a comunidade, envie informações sobre monitores compatíveis ou

incompatíveis para melhorar nossa lista.

 

 

 

Lista de Monitores que aceitam 15khz

Baixe também nosso aplicativo com todos os Monitores. Uma comodidade a mais no seu celular.

 

 1,666 total de visualizações

Instalando uma Fonte Externa no MSX Hotbit da Sharp

Instalando uma Fonte Externa no MSX Hotbit da Sharp

 

 

Instalar uma fonte externa no Hotbit da Sharp é muito fácil. Depois de instalar no Expert da Gradiente os resultados foram tão bons que resolvi fazer no Hotbit também.

Alguns não gostam de alterar o computador original, mas digo a vocês, vai ficar muito melhor. E mais, as alterações que estão sendo propostas nesse artigo podem ser desfeitas a qualquer momento, caso se arrependam, pois não precisa furar nada no Hotbit.

 

O Adaptador

 

O Adaptador que vamos utilizar é o Adaptador para Fonte Pico 160W ITX. 

É esse aqui da figura abaixo:

 

 

 

 

 

 

A especificação do adaptador:

 

  • Tensão de entrada: + 12 V/DC (11.4-12.6 V)
  • Corrente de entrada: Max. 17A
  • Saída ATX: 160 W
  • Correntes de saída: + 12 V: 8A
                                 + 5 V: 8A
                                 + 3.3 V: 8A
                                 + 5VSB: 1.5A
                                 – 12 V: 0.1A
  • Potência De saída: 160 W
  • Eficiência de energia:> = 92%
  • Temperatura de operação: 0 ~ 40
  • Temperatura de armazenamento:-20 ~ 80

 

Existem outros modelos que suportam uma potência maior, mas acredito que mais que isso já vira exagero, mesmo porque o consumo de um Hotbit é de 24W sem os cartuchos.

 

No Adaptador precisamos utilizar as seguintes tensões para alimentar nosso MSX: GND, 5v, 12V e – 12V.  Nesse projeto também vamos usar o sinal do pino de INIBIT.

 

O adaptador que usei acima é o ATX 2.0.

Para ter certeza, use sempre o multímetro para testar a pinagem que vai usar, ou seja com as tensões que falamos acima.

Segundo passo: Precisa um conector do mesmo tipo que encontramos em placas mãe de pc. Não é obrigatório, mas vai facilitar muito na hora de fazer o chicote de conexão.

 

 

Com o conector em mãos.

 

Usei 5 fios apenas:

  • AZUL (que fornece -12v)
  • PRETO (GND)
  • VERDE (INIBIT)
  • VERMELHO (que fornece 5v)
  • AMARELO (que fornece 12V)

 

É Isso basicamente que vamos usar para conectar nossa fonte Externa.

ABRINDO O HOTBIT

 

Vire o Hotbit colocando o fundo para cima. Retire os 4 parafusos com chave Philips que ficam nas 4 extremidades do micro.

Desvire o Hotbit e levante a tampa superior devagar e com cuidado, pois tem uma conexão do teclado ligado na placa principal do Hotbit.

 

 

 

Solte o conector do teclado para facilitar o trabalho (é só puxar segurando no conector e com cuidado).

Pronto, agora já podemos ver o Hotbit todo aberto e a fonte monstruosa e pesadona (mais a direita) que vamos retirar toda.

 

 

Para retirar a fonte, basta soltar os 6 parafusos que a prendem no gabinete. Estão basicamente onde marquei os círculos vermelhos na figura abaixo:

 

 

Depois de retirar os parafusos veremos que para solta-la totalmente basta desconectar o conector que liga a fonte ao cabo de energia.

É só desconectar.

 

 

Pronto a fonte já está solta. O próximo passo é dessoldar o conector que liga a fonte à placa do Hotbit. Note que tem certinho a marcação na fonte dos valores de gnd, 5v, inhibit, -12v e 12v. Marque os fios pois são esses que vamos utilizar para fazer o nosso chicote de ligação como o adaptador.

 

 

Vai marcando as cores e posição para não errar nesses pontos, senão pode danificar seu Hotbit, ok. 

 

Dessolde o cabo de energia do conector de extensão e do botão de ligar/desligar. O conector para extensão de energia, não vai mais poder ser usado, pois não temos alimentação para ele. Agora solde 2 fios no botão liga/desliga. Esses dois fios serão ligados no nosso adaptador ITX para ligar e desligar o computador.

No caso do fio de energia, ele pode ser retirado, basta soltar da carcaça do Hotbit e dessoldar os fios.

Guarde tudo, a fonte, os parafusos e o cabo de energia. Se um dia quiser reverter essa alteração é só voltar com esses itens.

 

 

Agora vamos colocar um pedaço de plastico conforme a imagem abaixo, no lugar onde ficava preso o cabo de energia. Esse procedimento é necessário para não ter que furar o gabinete do Hotbit e deixar um bom acabamento do trabalho.

 

 

Cortei um pedacinho de plástico rígido preto de aproximadamente 2 cm x 3 cm e fiz um furo de 8 mm para encaixar na posição de onde prende o cabo de energia e que agora ficará o conector para a fonte externa.

 

 

O próximo passo é soldar os fios do conector que dessoldamos da fonte do Hotbit no conector macho de 24 pinos ATX que retirei da placa mãe do PC. Vai ficar como na figura abaixo:

 

 

 

 

A ligação ficou :

CONECTOR ITX MACHO CONECTOR HOTBIT VALOR
AZUL VERMELHO -12V
PRETO MARROM GND
VERDE AMARELO INIBIT
VERMELHO VERDE 5V
AMARELO LARANJA 12V

 

IMPORTANTE: Sempre utilize o multímetro para conferir os valores. Apesar de simples, não pode errar, ok. E outro ponto: se tiver algum Hotbit fora dessa especificação, precisa verificar. Nunca se sabe.

 

Pronto o chicote pronto ficou assim:

 

 

Próximo passo: Pegue o adaptador e corte o fio vermelho no meio. Ligue cada pedaço do fio no interruptor do Hotbit. Conforme a imagem abaixo:

 

 

Agora é só montar o chicote ligado no adaptador ITX e no Hotbit, conforme a imagem abaixo:

 

 

Agora é ligar a fonte externa e testar se está tudo ok.

 

Coloquei essa fonte aqui:

 

 

 

 

A fonte tem que ser 12V (obrigatório) por causa do adaptador e a amperagem comprei com 10A, que acho que é mais que o suficiente para o Expert com cartuchos e tudo mais. Tem dessa fonte com amperagem maior, mas creio que seja besteira comprar. Além disso o preço praticamente dobra.

 

 

 

Teste tudo antes de fechar o Hotbit:

 

Vejam as imagens do Hotbit já com a fonte Externa.

 

 

 

 

 

 

Funcionou perfeitamente

 

Na imagem o Hotbit está com a MA-20 e um SD Mapper. Ficou um 2.0 bacana.

 

Conclusão

 

A fonte ficou show, recomendo fortemente colocar.

 

Méritos da Solução:

  • Dá para colocar em qualquer MSX, pois tem as tensões necessárias
  • Fica silencioso
  • O som do Hotbit deixa de ter aquele barulho de interferência por causa da fonte interna.
  • O adaptador é pequeno
  • Achei a solução mais limpa.
  • Agora é Bivolt
  • É reversível, pode voltar como original

 

Testem e comparem por si mesmos, 

 

Abraços a todos e até próximo artigo.

 

 

Instalando uma Fonte Externa no MSX Hotbit da Sharp

 

 161 total de visualizações

Rookie Drive NX – Uma interface USB para MSX

Rookie Drive NX – Uma interface USB para MSX

 

Já tinha um tempo que comprei minha Rookie Drive NX, criada pelo nosso amigo Xavirompe. Quando soube da existência desse cartucho, acessei o site do Cartucho Rookie Drive NX, enviei uma email e aguardei um lote disponível, coisa que não demorou muito. A propósito, ele, o Autor, é super gente boa, educadíssimo.

Hoje posso dizer que fiquei muitíssimo satisfeito com esse cartucho.

Um detalhe: esse artigo não é para descrever detalhadamente tudo o que esse Cartucho é capaz de fazer, mesmo porque o próprio site do Cartucho tem todas as informações necessárias e detalhadas descrevendo seu poder. O intuito é descrever minha experiência pessoal com ele e ajudar, a quem não tem um, entender melhor seu funcionamento.

 

 

A primeira vista parece uma simples interface que se pode colocar um pendrive ao invés de um cartão SD para armazenamento de dados, mas é muito mais que isso, o Cartucho Rookie Drive NX possui várias outras funcionalidades programadas em seu firmware:

  1. Pode-se plugar um mouse usb
  2. Pode-se plugar um drive de disquetes externo usb
  3. Pode-se emular arquivos .DSK
  4. Tem chamadas no Basic para execução de arquivos .ROM
  5. Tem chamadas no Basic para manipulação e emulação de arquivos .DSK
  6. O Firmware é atualizável pelo próprio MSX
  7. Já vem com suporte ao Nextor
  8. Possui um boot loader poderoso que permite inicializar com discos de 720k, Msx1, Msx2, Nextor, etc.
  9. Possui help no boot loader

 

[wbcr_snippet]: PHP snippets error (not passed the snippet ID)

 

E por ai vai, estou usando a mais de 1 ano e posso dizer que funciona perfeitamente. A qualidade do produto e o acabamento é de primeira. E não poderia deixar de compartilhar essa informação com nossos amigos MSXzeiros.

No início eu só usava a funcionalidade de armazenamento mesmo, bom até hoje :). Mas com o tempo comecei a emular alguns arquivos .DSK, que todos sabem é meio chatinho de usar. O Sofarun, é claro,  melhorou bastante essa percepção. Mas nem tudo conseguimos executar com ele, certo? Então é legal ter outras opções como a emulação do próprio Cartucho Rookie Drive NX. Resumindo, além das funcionalidades de manipulação de .DSK do Cartucho, ainda podemos ter o Sofarun e todos os outros softwares no Pendrive e usar tudo isso. Bacana né.

Eu tenho várias interfaces, IDEs, mas uso no meu MSX principal essa, o Cartucho Rookie Drive NX. Mais pela facilidade de tudo, usa Pendrive, tem Nextor, trabalha em conjunto com outros cartuchos, é bonita, etc. E agora, na ultima atualização do firmware do cartucho veio a funcionalidade de poder colocar um Drive de Disquetes Externo via USB, como esse aí da imagem abaixo:

 

Drive de Disquetes Externo USB

 


 

Eu testei com esse drive ai de cima, comprei no ML faz tempo e usava  pouco. Bem, até continuo usando pouco :), mas agora não preciso de duas unidades de disquetes, uma para o MSX e outra para plugar no notebook. Pluga no Cartucho Rookie Drive e pronto já reconhece. Bem legal.

Fiz um teste no Turbo R e um no Zemmix. No caso do Zemmix, precisa retirar o cartão de memória para o drive de disquete bootar direito. Já no TR funciona de boa, vc pode ter uma interface SD Mapper por exemplo no slot principal e o Cartucho Rookie Drive NX plugado o drive de disquete no segundo slot. Daí dá para trocar informações de boa. Acredito que a corrente que o Zemmix fornece seja insuficiente para os dos dispositivos, por isso o não funcionamento do cartão mais o Cartucho Rookie Drive NX com o drive de disquete plugado ao mesmo tempo. 

Outra funcionalidade que é legal é a do Mouse, também uso pouco, mas não importa a funcionalidade está lá. Se você não tem um mouse padrão MSX e nem qualquer tipo de adaptador para usar um mouse, use o Cartucho Rookie Drive NX ele faz esse trabalho. Importante dizer que precisa ser um mouse compatível com PS/2.

 

 

Alguns podem dizer que preferem cartões SD a Pendrives. E é ai que a coisa fica legal, pois ele aceita que você coloque um adaptador Multicard no lugar do pendrive. Funciona perfeitamente. Veja as imagens abaixo:

 

Imagem da Interface com o Cartão SD plugado num Adaptador Multicard

 

 

Precisei só colocar um extensor USB, porque pelo tamanho do Multicard não dava para colocar direto na entrada USB, mas funciona redondo.

Agora veja só o que o Help do cartucho disponibiliza (Basta ficar com a tecla H pressionada durante a inicialização do MSX): 

 

Página 1

 

Página 2

 

Para quem quer uma boa interface, Cartucho Rookie Drive NX é uma excelente pedida. Além de poder usa-lá individualmente, pode-se também utiliza-lá com outras interfaces, exemplo a SD Mapper/Megaram.

E para finalizar o artigo, creio que vale a pena deixar o vídeo de demonstração do cartucho estrelado pelo próprio Xavirompe:

 

 

Obs.: Essa apresentação é da primeira versão do cartucho, de lá para cá já temos outras funcionalidades, conforme descrito nesse artigo.

É isso ai pessoal, até a próxima.

 

 

Rookie Drive NX – Uma interface USB para MSX

  

 239 total de visualizações

MA-20 Transforme seu MSX1 em um MSX2 via Cartucho

MA-20 Transforme seu MSX1 em MSX2 via Cartucho

Recentemente adquiri um cartucho MA-20 fabricado pelo amigo Luis Fernando de Luca.

Mas o que é esse cartucho e o que ele faz?

Esse cartucho nada mais é do que um dispositivo que faz seu MSX1 virar um MSX2 sem precisar alterar nada internamente no MSX.

Sim, é isso mesmo, você pluga o cartucho e voilà seu MSX 1 vira um MSX 2 com quase tudo que tem de direito.

Na verdade o Cartucho MA-20 foi criado inicialmente nos anos 80. A versão era chamada de NEOS MA-20 (V) e NEOS MA-20 (R). Eram 2 cartuchos para fazer o MSX1 bootar como um MSX 2. Mas como tudo evolui, o Luis redesenhou e melhorou muito esse cartucho. Fazendo com que o mesmo se tornasse um único cartucho e, sem dúvidas, mais poderoso.

Especificações

  • Vem com a versão Basic 2.0
  • Possui VDP V9958
  • Vem com 512kb de mapper interno
  • Possui um conector de slot expandido para ligar por exemplo: uma megaram, um jogo feito para versão 2.0, um cartucho FM, etc…
  • Possui 3 saídas de vídeo em 15 KHz: uma S-Video, uma VGA e uma de Video Composto (CXA2075)
  • Possui 4 tipos de ROMs de teclado configuráveis via jumper: Expert, Hotbit e Internacional 50 Hz e Internacional 60 Hz
  • Chave para selecionar uma Fonte de Energia Externa
  • Vem em uma Caixa Personalizada em Acrílico Black Piano

Informações de fontes Externas e Compatibilidade

Existem alguns materiais na internet mostrando o cartucho MA-20 em ação, desses destaco dois vídeos: um feito por Max Demian Brito Borges e outro feito pelo próprio autor da MA-20 BR Luis Fernando de Luca.  Ambos podem ser vistos nos vídeos abaixo respectivamente:

https://youtu.be/h5Px3Fy5l1c.

Existe também uma iniciativas de listar quais jogos são compatível com o cartucho MA-20.

Uma dessas iniciativas é do Max Demian Brito Borges, que compilou uma listagem bastante curiosa de jogos que são ou não compatíveis com o cartucho MA-20.

Segue o link para que vocês possam acompanhar ou até mesmo contribuir com a lista:

MA-20 Lista de Compatibilidade

Além da lista acima, que trata apenas de jogos, fiz um teste tentando executar o SymbOS e não funcionou, gerou a seguinte mensagem de erro:

** BOOTING ABORTED **

VDP detected at a wrong port.

SymbOS MSX requires the base port at #98.

Depois de algumas pesquisas encontrei no site do B@ss a resposta para isso transcrito no trecho abaixo:

“O MSX tem como padrão a saída de vídeo endereçada de 98h à 9Bh, mas prevê a possibilidade de um endereço reservado para o uso de um VDP auxiliar endereçado de 88h à 8Bh.”

Quer dizer que o SymbOS faz uma verificação durante sua inicialização da porta do VDP principal e como o Cartucho MA-20 tem um VDP endereçado na porta auxiliar, o SymbOS não inicializa. Ou seja, o software precisa de um tratamento ou um patch para poder funcionar com o cartucho MA-20.

Informações e Orientações Importantes

Gostaria de listar algumas informações e orientações importantes que compilei nos fóruns e afins, referente a dúvidas, utilização e sugestões dos usuários desse produto. Essas informações são fundamentais para quem já tem uma MA-20 ou quem está aguardando a sua chegar ou mesmo para quem deseja adquirir uma.

  1. O slot que vem no cartucho MA-20 é um slot já expandido (Se você pretende plugar uma IDE ou SD Mapper nesse slot, precisa necessariamente desligar a mapper para a mesma possa funcionar junto com o cartucho MA-20) .
  2. Ligar o cartucho MA-20 em um MSX 2+ ou Turbo R funciona, entretanto, o MSX vai ficar como um MSX 2.0. Ocorre, portanto, um downgrade do mesmo.
  3. É altamente recomendável ligar uma fonte externa no cartucho MA-20, pois a carga de energia extra acaba por causar comportamentos estranhos e até travamentos no MSX. Para isso basta plugar uma fonte de 5v de 1A ou mais. Com esse procedimento, você vai notar que a estabilidade da MA-20 com seu MSX melhora cem por cento. A chave lateral no cartucho MA-20 é a responsável em selecionar a utilização da fonte de energia interna do MSX (chave ligada para o lado do slot do seu MSX) ou utilizar uma fonte de energia externa (chave ligada para o lado oposto ao slot do seu MSX).
  4. Alguns MSX enviam o reset muito rápido e o cartucho MA-20 não detecta. Nesse caso o computador poderá travar na tela de boot. A forma de resolver isso é pressionar o botão reset do seu MSX. Obs. desligar e religar não irá resolver. Outra forma de resolver isso, pelo menos no Expert da Gradiente, é colocar uma fonte externa ligada no cartucho.
  5. A ROM instalada no cartucho MA-20 é 2.0, mas o VDP já é o V9958 e, assim agregando melhorias encontradas num MSX 2+. Isso quer dizer que, por exemplo, o jogo Space Manbow já funciona com scroll fino do modo 2+.
  6. Funciona em todos os MSX nacionais, incluindo o Expert 1.0, Expert 1.1, Expert Plus e o Expert DD Plus, além é claro, dos Hotbits.
  7. O cartucho MA-20 tem 2 ROMs: A ROM 2.0 e também a SUB-ROM, com isso são ocupados 2 Slots. Na sequência o cartucho MA-20 também possui internamente uma Mapper de 512 kb, ou seja, utiliza mais um slot. Até esse momento sobrou 1 slot, que é justamente o que está disponível no cartucho MA-20 para colocar seus próprios cartuchos. É por isso que ao colocar uma IDE com mapper no slot disponível do cartucho MA-20, também é necessário  desligar a mapper da IDE ou SD mapper para o conjunto todo funcionar.

Conectores

Na foto abaixo mostramos todos os conectores que estão disponíveis pelo cartucho MA-20:

Note que com todos esses conectores, tem-se inúmeras opções de visualização, para quaisquer monitores e MSX você desejar.

Chaves de Configuração

O cartucho MA-20 oferece dois pontos de configuração:

1. O primeiro ponto de configuração é a seleção da fonte de energia que será utilizada durante a operação do sistema.

Na figura acima fica claro a posição que a chave lateral deve estar para selecionar uma das duas formas de alimentação do Cartucho MA-20. Mais uma vez, é importante frisar que o uso de uma fonte externa é altamente recomendável para não dizer essencial.

2. O segundo ponto de configuração é definido por 2 jumpers que tem a função de selecionar o teclado que seu MSX usará.

São dois jumpers que combinados vão servir para configurar o teclado do MSX. Abaixo segue uma ilustração de testes que realizei com alguns MSXs e as devidas posições de configuração para cada teclado.

Infelizmente, o “Padrão” MSX tem diversas variações na posição das teclas, mas acredito que essa ilustração de configuração vai ajudar bastante a instalação do Cartucho no seu MSX.

A utilização desses jumpers pode resolver inclusive os problemas de alguns MSX que são de 50 Hz ou 60 Hz. Vale a pena testar.

Então é isso. Acredito que consegui reunir o maior número de informações relevantes ao Cartucho MA-20. Possivelmente novas informações podem chegar e estarei colocando aqui no artigo. Para os que quiserem contribuir com alguma informação ou sugestão pertinente, sintam-se a vontade para comentar.

Etiquetas

E por último e não mais importante, deixo um arquivo do Photoshop contendo as etiquetas que fiz para meu Cartucho MA-20. Afinal um produto dessa qualidade merece uma etiqueta gold.

Etiquetas para o Cartucho MA-20

Veja como ficou:

Parte da Frente

Parte de trás

Plugue para Fonte de Energia Externa

Chave para Selecionar o tipo de Fonte de Energia

É isso aí, até a próxima.

MA-20 Transforme seu MSX1 em MSX2 via Cartucho

 462 total de visualizações

Mod para o Floppy Drive Gotek com Cortex

Mod para o Floppy Drive Gotek com Cortex

 

Passeando pela Internet e procurando alguns Mod’s diferente e me deparei com o do Floppy Drive Gotek. Achei bem legal e resolvi fazer também.

Resolvi fazer porque achei aparentemente simples. Eu podia usar um drive que teoricamente não serve no MSX por ser de 1.44 mb sem possibilidade de configurar. Aliás é interessante isso, pois o drive que usei foi o primeiro que comprei a alguns anos atrás para usar no MSX e claro não funcionou, pois não tinha os jumpers para configurar para 720k, etc… mas nada é perdido, estava usando ele no meu PC-XT até hoje.

Esse Mod é mais que para o MSX, funciona em várias plataformas, inclusive o pessoal do Amiga já usa a tempos. Mas meu foco nesse Post é o MSX, pois não achei nada mais focado na plataforma.

Mas repito, fazendo os procedimentos abaixo, o drive vai servir para todas as outras plataformas.

Basicamente trata-se de trocar o firmware original do floppy drive e colocar um compatível ou semelhante ao do famoso HxC Floppy Drive da HXC2001.

É importante dizer que este emulador de disquete não é absolutamente comparável ao HXC Floppy Emulator por Jean-François DEL NERO (Jeff), onde além de suportar dezenas de formatos de disquetes e hardware, há também um desenvolvimento no Firmware de vários anos, mas o Floppy Drive Gotek ainda é uma alternativa excelente e econômica.

Material utilizado:

1. Precisa de um drive Gotek compatível com no novo Firmware (veja nessa lista Gotek Compatibility). Eu usei esse que é bem comum e um dos mais baratos: Drive Emulador de Disquetes Gotek SFR1M44-U100K

2. Um LCD como esse: Display Oled Azul 128×32 Pixel 0.91 Polegadas 4 Pinos I2c, achei no ML por 32 pilas (o problema, claro, o frete)


3. Um Conversor Usb Serial Rs232 Ttl Pl2303hx P/ Arduino Mini Nano. Tem vários modelos. Usei esse ai debaixo para gravar o novo firmware no drive e foi muiiiiito tranquilo.

4. Um Encoder Rotativo Ec11 ou KY-040 (Rotary Sensor Arduino)

Ec11

Ky-040

5. Jumper Fêmea – Fêmea Fios Arduino

6. Um buzz de 5V

7. Ferro de solda, knob, solda, alguns jumpers, alguns terminais, cola quente, alicate, lima, mini furadeira, etc….

Dá para achar tudo no ML tranquilamente.

MONTAGEM

Desmontando o Flopply Gotek:

Primeiro passo, abrir o drive, só precisa de uma chave Philips para isso. Retire os 3 parafusos na parte superior:

Retire toda a carcaça de plástico, fica mais fácil para trabalhar. Não se preocupe, só remova com cuidado, pois é tudo encaixado.

Pode remover o display original também, desplugando-o dos 4 pinos. É bom marcar a posição dos fios (pode tirar uma foto), porque se precisar voltar, é só plugar novamente nos pinos corretos.

Instalando o novo Firmware:

Para começar, vamos soldar alguns terminais, pois apesar de ter a posição no drive, não vem com os pinos. Esse procedimento é necessário para que possamos ligar a interface USB/Serial para gravarmos o novo firmware.

São os 8 pinos perto do conector de energia do drive. Tem que soldar os terminais. Depois de concluído vai ficar parecido com o da figura abaixo:

Plugue os fios conforme a figura abaixo. O fio azul está no 2 pino do conector (GND), o fio verde está no 4o. pino do conector (5V).

O fio amarelo está no 3o. pino do drive (TX), o fio vermelho está no 4o. pino do drive (RX) e por último note que no pino 1 e 2 do drive tem um jumper fechando os dois, esse jumper serve para permitir a gravação do drive, tem que deixar fechado, depois do procedimento pode ser retirado.

Ai é só ligar o fios no nosso adaptador USB-Serial, nos respectivos pinos, conforme abaixo:

Alguns adaptadores podem ter a ordem dos pinos em posições diferentes, mas todos tem a marcação, então acho que não há mistério.


Bom agora é plugar o danado no computador e usar o programa para fazer a atualização.

No Windows usei esse programa:

Flashloader Demonstrator

 

para gravar o novo firmware. Se quiser baixar do próprio site a versão mais atualizada, o endereço é esse   https://www.st.com/en/development-tools/flasher-stm32.html.

Baixe também a última versão do firmware nesse link: https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki/Downloads ou baixe a versão que usei no artigo nesse link:

FlashFloppy

 

A utilização e procedimentos para atualização do firmware não vou descrever aqui, para não deixar o post mais longo do que já está. Mas não se preocupe, pode consultar essas páginas, que está mostrando no detalhe como fazer:

https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki/Firmware-Programming

https://cortexamigafloppydrive.wordpress.com/

https://www.everythingamiga.com/2017/03/flashing-the-firmware-for-a-usb-gotek-drive.html

e nesse vídeo;

Uma única ressalva, antes de gravar o novo firmware, faça PRIMEIRO um backup do firmware antigo que já está no drive Gotek, usando a opção Upload do Flash Loader. Pois se tiver algum problema é só regravar novamente.

Coloquei o backup do meu aqui também, para histórico ou se alguém precisar posteriormente:

 

Firmaware Original doDrive Emulador de Disquetes Gotek SFR1M44-U100K

 

Instalando o novo Display:

Depois de terminado a etapa de gravação do firmware, vamos trocar o display original do drive Gotek pelo display OLED que compramos.

Na figura abaixo, mostra o display de frente. O lado que mostra as informações. Vai ficar virado para fora no drive Gotek, posteriormente.

Aqui mostra a parte traseira do display. Onde iremos conectar os cabinhos. Note que quando essa plaquinha chegou os pinos (terminais) vieram separados, então precisei solda-los na placa.

A ligação fica conforme a figura abaixo. Note que usei os mesmos cabinhos que já tinham no drive Gotek para o display novo. Só mudei a posições, conforme abaixo:

Depois de ligado, você já pode ligar o drive na energia que já vai aparecer informações da versão do firmware novo instalado no display.

Beleza, próximo passo é aumentar a abertura da frente plástica do Floppy Gotek para visualizar o novo display. Para isso eu usei uma serrinha e uma lima para ajeitar os cantos. (acho a parte mais chata, mas fazer o que, tem que ser feito né). Procure fazer com calma para não estragar a frente do drive, afinal, você não tem outra para repor. Outro detalhe, coloque a placa do drive no lugar ANTES de medir o quanto vai cortar, pois o espaço disponível é a conta. Se cortar errado depois não dá para a placa entrar. Aproveite para fazer um furo no lado direito para o Encoder e já faz um furo para o segundo led (indicador do power) que fica para dentro da placa.

Corte feito, agora é prender o display. Melhor solução que encontrei, cola  quente, vi nos videos por ai e ficou bom. Não precisar entupir de cola quente, só nas laterais já segurou perfeitamente.

Vai ficar assim:

Instalando o SOM:

Agora vou instalar o som. Na realidade é só uma simulação do barulho que os drives antigos faziam ao ler os disquetes. Mas para manter a nostalgia é legal colocar.

O novo firmware já dá suporte na pinagem do floppy Gotek para colocar o som. Só que é o seguinte, eu tinha em mãos apenas um buzz de 5V, como esse da figura abaixo:

Então a ligação deveria ser aparentemente simples, só soldar dois fiozinhos, 1 no positivo do buzz e outro no negativo e plugar nos pinos JB do floppy Gotek, conforme a imagem abaixo:

Mas não funcionou como esperado. Não porque não tenha dado sinal, mas o sinal é tão fraco que mal faz um tic no buzz que coloquei. Acredito que deva ser porque o meu buzz era de 5v, tem outros de 2 ou 3v para vender, mas até comprar, chegar, frete e tudo mais, preferi outra solução.  Peguei um transistor BC547 e liguei conforme a figura abaixo:

O resultado do som ficou legal, audível e funcional. A cada trilha/setor que é lido no disco, faz um som. Achei bem bacana.

Instalando o Seletor (Encoder)

Próximo etapa, colocar um seletor no drive. Com isso temos a alternativa de girar para escolher as imagens de disco e de quebra esse seletor tem um botão de pressão nele que nesse caso é usado para selecionar/ejetar a imagem de disco. No caso do MSX essa função do 3o. botão serve para entrar ou sair de um diretório (pasta, hehehe) e pode ejetar/selecionar o disco também.

Só para constar, com a instalação do novo firmware o pino JA do drive é o 3o. botão, esse para selecionar/ejetar a image, se quiser ligar um botão lá direto sem instalar esse seletor, também pode.

O seletor que usei foi esse da figura abaixo:

No site do projeto o pessoal até recomenda usar esse modelo na foto abaixo, mas para caber na frente do Floppy Gotek, precisa fazer um ajuste:

Se quiser esse de cima, precisa dessoldar esse potenciômetro da placa e ajustar conforme a imagem abaixo:

Escolhido o modelo que se deseja usar. Antes precisamos soldar uns pinos (terminais) que faltam colocar no drive Gotek. O mesmo esquema de antes usado nos terminais para atualização do firmware, ou seja, tem a posição, mas não tem os pinos soldados. Então vamos soldar, são só 2 na posição marcada com JK no floppy Gotek.

Terminais soldados. Vai ficar como na figura abaixo.

Olha o esquema de ligação na imagem abaixo:

Após plugar os pinos, conforme os diagramas acima:

Fechando o Floppy Gotek:

Agora é organizar todos os fios dentro para não ficar espalhado e pode fechar o Floppy.

No meu caso, eu coloquei esse Floppy num carcaça de drive DDX, então os passos abaixo são só acabamentos:

Finalização e funcionamento:

Finalizando tudo e montando com o MSX, olha o Pagemaker aí, funcionando belezinha.

Alguns detalhes importantes para o MSX, que é o foco aqui:

Tem que colocar um jumper no fechando o pinos JC do drive Gotek. Ainda não sei direito o porque disso, só segui as orientações do projeto, mas planejo escrever um segundo post somente com os testes do drive. Por hora deixa ele fechado.

Tem que colocar outro jumper no pino S0 do drive Gotek para setar o drive como A:

Se o seu cabo flat não tiver a inversão.

Se o seu cabo flat tiver a inversão, é só colocar o jumper no pino S1.

Isso é só para escolher se vai querer o drive com A: ou B:

Mais detalhes sobre esse procedimento, consulte aqui .

Sobre do pen drive.

  1. Copiar o arquivo FF.CFG que está na pasta examples que vem junto no arquivo .zip do firmware novo, para a raiz do pen drive.
  2. Alterar o arquivo FF.CFG com um editor de textos, procurar a diretiva host = unspecified e alterar para host = msx.
  3. Copiar os arquivos de imagem .DSK para o pen drive, pode organizar criando pastas … tipo JOGOS MSX1, JOGOS MSX2, APLICATIVOS, etc… (pode usar nomes longos 😀 )

E pronto, só colocar o pendrive no Floppy Gotek, ligar o MSX, selecionar a imagem pelo Seletor ou pelos botões e usar como um drive normal.

Obs: Por favor, consulte sempre o site do projeto para a montagem, pois traz outros detalhes que talvez lhe interessem  https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki/Hardware-Mods.

Conclusão:

Achei sensacional o drive com display novo, além de permitir o nome do arquivo .DSK com nomes longos, ele mostra ddd/xxx disco atual de x discos e a trilha/setor sendo lidos.

Bem melhor do que o antigo o qual tínhamos que olhar disco por disco e dar um DIR para saber seu conteúdo.

A segunda facilidade é a colocação dos arquivos. Basta copiar para o pendrive os .DSK’s e pronto.

Os mesmos vão aparecendo no display normalmente.

Depois  da imagem de disco ter sido selecionada, você pode dar um DIR, por exemplo, que vai mostrar o conteúdo do mesmo, enfim, vai fica transparente para utilizar.

Um outro ponto que achei muito massa. No pendrive vai caber muito mais que 1000 arquivos, pois é, 1000 arquivos por diretório (pasta).

Suporta MSX 1 e Posterior

Não vou fazer toda a análise do funcionamento nesse post, vou fazer uma segunda parte só com o uso e detalhar melhor como funciona.

Referências:

Tudo para o projeto, informações, compatibilidade, etc.:

https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki

Informações para colocar Som:

https://mingos-commodorepage.com/tutorials/gotekTeil9.php?id=89&title=Der%20Gotek%20Floppy%20Emulator%20von%20A%20bis%20Z%20%28Teil%209%29

Mais instruções:

http://torlus.com/floppy/forum/viewtopic.php?f=33&t=1683&p=11486#p16461

Informação sobre o floppy HxC

https://hxc2001.com/

Informações sobre exceções

http://tabajara-labs.blogspot.com/2015/03/amiga-gotek-floppy-emulator.html

Um Mod igual

http://projectspeccy.com/2017/11/03/gotekdvirtual-spectrum-floppy-disk/

Vídeos:

É isso pessoal, espero que tenham gostado. Se tiverem dúvidas ou sugestões, é só postar nos comentários.

Vou fazer um segundo artigo somente com a análise do funcionamento desse novo firmware em breve.

Mod para o Floppy Drive Gotek com Cortex

 388 total de visualizações

MSX Expert sem Memória interna

MSX Expert  sem Memória interna

Sabia que é possível inicializar o MSX Expert da Gradiente sem sua memória interna. Veja esse artigo e saiba como fazer isso.

Sei que isso não é possível, mas nesse artigo, que mais é uma dica que um artigo propriamente dito, trago uma experiência que tive nesse processo.

Estava modificando meu Expert para colocar um botão de reset (que sabe-se lá porque a Gradiente não colocou esse botão no micro), conforme o artigo da revista CPU MSX 07, que se interessar podem baixar no site do Datacassete.

Acontece que depois de desmontar o Expert, aproveitei para limpar a placa lógica e depois de tudo pronto, cadê que o micro inicializava.

Mesmo sabendo que não ia funcionar coloquei o cartucho Mega Mapper SD que o Maluf fabrica e comercializa e que convenhamos é uma interface show de bola, pois é completa para nosso uso.

 

MSX Expert  sem Memória interna

 

O resultado foi que o micro inicializou normalmente.

Qual o segredo? Depois de pensar um pouco vi que ao colocar o cartucho Mega Mapper com a chavinha para escolher entre Megaram ou Mapper na posição Mapper.

Concluí que o Expert usou a memória Mapper do cartucho e inicializou normalmente.

Fiz até um teste, retirando todos os chips de memória do Expert e continuou inicializando normalmente.

 

MSX Expert  sem Memória interna

 

Conclusão

O fato é que pela idade do computador e a qualidade dos soquetes, acaba por dar muito mal contato nos terminais.

De qualquer forma, para que serve tudo isso?

Bom, essa dica vai permitir  testar aquele Expert que você tem encostado e só liga e não inicializa, se você não sabe se pode ser memória ou outra coisa pode usar essa técnica. Se o micro inicializar pode ser ou mal contato ou algum chip de memória ruim. Fica sendo um teste simples, liga o micro, coloca o cartucho com a chave ativada na posição Mapper e pronto, já da para saber se o problema é apenas memória.

No meu caso, retirei os chips borrifei limpa contato, coloquei as memórias novamente e o micro inicializou. Mas se você tiver em mãos álcool isopropílico é bem mais indicado.

 

MSX Expert  sem Memória interna

Não sei se dá para fazer isso com qualquer MSX o jeito é testar mesmo, o Expert que utilizei foi o 1.0.

Bem, é isso aí, fica a dica.

 

MSX Expert inicializando sem Memória interna

 282 total de visualizações

Um programa para gerenciar partições no Cartão SD ou Pendrive

Um programa para gerenciar partições no Cartão SD ou Pendrive

 

Tudo bem pessoal? Hoje trago uma dica para todos nós que usamos nossos cartões SD ou pen drives nas interfaces com nossos microcomputadores antigos.

Quando usamos o MAC (iOS) ou LINUX para visualizar, copiar, excluir arquivos nas “n” partições que criamos em nossos dispositivos de armazenamentos (cartões SD ou Pen drives) é uma tarefa simples e tranquila. É só plugar o dispositivo que esses sistemas operacionais já mostram essas partições para que possamos usá-las livremente.

Até ai blz, mas e quando se trata do Windows? Nesse caso já complica tudo, o Windows só te mostra uma partição por vez do seu dispositivo, mesmo que você já tenha 2 ou mais.

Isso é realmente irritante, você quer copiar seus arquivos organizados nas partições e não consegue. Não consegue nem mesmo saber o que tem gravado na segunda partição.

Para resolver esse problema quero indicar um programa que cumpre 100% essa necessidade.

Esse programa chama-se BOOTICE. Ele pode ser baixado no site do desenvolvedor www.ipauly.com. Também pode ser baixado AQUI.

Você só precisa plugar o pen drive ou cartão de memória, escolhe-lo na lista Destination Disk e clicar no botão PARTS MANAGE para ver as partições disponíveis.

booticeglobal

Nesse ponto você já visualiza a lista de partições presentes no seu dispositivo. A primeira partição da lista é a que o Windows está acessando/visualizando no momento. Para que o Windows acesse outra partição, basta clicar sobre a partição desejada selecionando-a e clicar no botão “Set Accessible” (essa opção aparece assim que você clica na partição que deseja ativar).

O programa é uma mão na roda. Você já pode deixar esse programa guardado na sua pasta de ferramentas.

Não esqueça de voltar a partição original (aquela que estava na primeira linha da lista) para o topo da lista, dessa forma, quando o dispositivo voltar a ser usado na interface do seu computador, ele reconhecerá tudo como era antes.

Esse software tem diversas opções, como formatar uma partição específica ou mudar o label da partição. Mas isso deixo para vocês explorarem com calma.

Para terminar você pode baixar esse programa em 32 ou 64 bits dependendo da versão do Windows que você tiver instalada.

Fica aí a dica. Esse artigo complementa o artigo “Como Remover partições em pendrives“. Que são ferramentas importantes que nos ajudam a gerenciar arquivos e dispositivos removíveis em nossos micros antigos.

 

Um programa para gerenciar partições no Cartão SD ou Pendrive

 219 total de visualizações

Como Criar Papel de Parede ( wallpaper .sgx ) para usar no SymbOS

Como Criar Papel de Parede ( wallpaper .sgx ) para usar no SymbOS

 

 

Todo mundo que usa o MSX com uma boa interface de drive conhece o SymbOS. Uma alternativa gráfica e multitarefa de sistema operacional simplesmente sensacional.

Para maiores informações sobre o mesmo acesse: SymbOS

Esse artigo na realidade trata de como criar um wallpaper ou papel de parede para usar no nosso SymbOS, já que o mesmo traz alguns exemplos, mas não diz como podemos criar os nossos. A extensão dos arquivos de imagem utilizados pelo SymbOS é SGX então como gerá-los?

Sem delongas, vamos precisar das seguintes ferramentas.

  • Paint (do windows) – Para converter as imagens para bitmap com 16 cores
  • BMP2MSX – Para converter as imagens bitmap para Screen 7 com o tamanho e a paleta de cores usada no SymbOS
  • symbos.pll – Arquivo com a paleta de cores do SymbOS para ser carregada no BMP2MSX
  • sc72sgx.com – Aplicativo para MSX que irá converter uma imagem da Screen 7 para o formato SGX

Se preferir pode baixar todos os arquivos aqui: 

Arquivos para Gerar Wallpaper no SymbOS

 

 

Primeiramente baixe ou crie uma imagem que deseje usar. Para isso não adianta procurar uma imagem com milhões de cores e super complexas. O SymbOS só enxerga 16 cores no máximo, então procure uma imagem com menos cores possíveis, não precisa ser com 16 cores, pode ser com mais, durante a conversão você vai verificar se ela vai ficar boa ou não.

Vou utilizar como exemplo uma que baixei da própria internet que é essa aqui ó:

Penguin_Adventure_(MSX)_MSX2-Pal_JP

Bom essa imagem tem a extensão .png então vamos usar nossa primeira ferramenta: o Paint.  É isso aí o super Paint do Windows hehehe.

PASSO 1 – Carregar nossa imagem no Paint e agora basta apenas ir no menu Arquivo/Salvar como… e salva-la com um nome de até 8 caracteres.

paint-carrega-tela

grava-bmp-16-cores

O detalhe aqui é que precisa salvar a imagem como Bitmap de 16 cores, nesse ponto você já consegue ter uma idéia de como vão ficar as cores da imagem que você escolheu.

Como tinha escolhido uma imagem já com 16 cores, então ficou tranquilo, não mudou nada.

PASSO 2Agora vamos abrir a segunda Ferramenta BMP2MSX

bmptomsx

Note que ela já abre com uma configuração padrão da própria ferramenta. Então antes de continuarmos vamos reconfigurar para nosso uso.

Clique no menu Setting / Setting

Na janela que se abre coloque a configuração conforme a tela abaixo

bmptomsx-settings

Note que precisa carregar a paleta de cores correta utilizada no SymbOS (symbos.pll)

Clique no botão Default e pronto.

PASSO 3 – Carregue a imagem bitmap que você salvou anteriormente, clicando em File/Open file…

Se você seguiu os passos corretamente a imagem já com o tamanho e cores certas vai aparecer assim na tela:

bmptomsx-scr7-escrito

Para visualizar melhor, clique no menu Setting / show settings(V) tab. Vai mostrar a imagem abaixo.

bmptomsx-scr7

Salve a imagem gerada clicando no menu Preview / Save as…    como Penguin.sc7

Passo 4Bom com a imagem penguin.sc7 criada, copie esse arquivo em uma pasta de trabalho no msx. Isso… agora esquece o pc que o trabalho é no msx. Copie para essa pasta também o aplicativo sc72sgx.com.

Digite no prompt > sc72sgx penguin.sc7 penguin.sgx <enter>

Se tudo correr bem, vai aparecer a imagem que se está convertendo na tela e logo em seguida volta para o prompt de comando.

Nesse ponto está pronto o seu papel de parede.sgx.   Copie o arquivo penguin.sgx para a pasta Symbos.

Entre no Symbos

Clique em Control Panel

Clique em Display

Clique no botão browse e escolha o arquivo penguin.sgx que você criou. Clique em Ok e pronto.

Se tudo correu bem você vai ter essa imagem ai na sua tela:

Wallpaper Symbos

É isso aí, fica a dica…. se gerarem bons papéis de parede podem enviar que posto aqui para todos baixarem.

 

 

Como Criar Papel de Parede ( wallpaper .sgx ) para usar no SymbOS

 147 total de visualizações

Softwares Essenciais para Amiga

Softwares essenciais para Amiga

 

– Sempre quis um AMIGA. Nem sabia direito qual comprar. Então, em um belo momento consegui um Clássico Amiga 1200.

Com o Amiga na mão, taca procurar o que fazer nele (instalar hardware e software).

Como essa plataforma não é muito minha praia, comecei por tentar entender um pouco a parte do sistema operacional, como: criar um disco de dados num cartão CF;  que softwares deveria instalar e o que existia para a parte de hardware.

A conclusão é que tem muita coisa para aprender e brincar.

Nesse post vou tratar uma parte do que falei, os softwares que se deveria instalar no Amiga (conhecido como essenciais).

É claro que não vou conseguir colocar aqui tudo que existe para o Amiga, pois podem acreditar existem muiiiiiiitos softwares disponíveis.

Porém, sei que muita gente fica meio perdida no início e precisa de ajuda para começar, então aqui vai minha dica:

 

Compactadores/Descompactadores

  • LHA – Compactador/Descompactador – Esse pacote é extremamente importante. Pois para manter toda a compatibilidade dos arquivos descompactados quando forem transportados para o HD, o ideal é que seja utilizado o lha para descompactar.

  • LZX – Outro compactador

  • ZIP – Compactador

  • Unzip – Visualizador e descompactador de arquivos .zip

  • Unrar – Visualizador e descompactador de arquivos .rar

  • PPDecrunch10

 

Geral

  • MUI 3.8MUI é um sistema orientado a objetos para criar e manter interfaces gráficas de usuário. Ele é usado por outras aplicações essenciais. Em suma instale, pois ele será utilizado mais adiante

  • SnoopDOS – Para monitorar execuções de programas no Amiga. Ele gera logs em tela de erros que vai te ajudar muito para saber porque determinado programa não roda direito.

  • WHDLoad – Indispensável para instalar e executar jogos no HD

  • ZapHod – Excelente editor de arquivos hexadecimal

  • Virtual Floppy (FMS) – Programa que usa o hd para montar disquetes virtuais;

  • Freewheel – Se você tem uma Cocolino ou outro adaptador de mouse PS/2 no Amiga, essa ferramenta ajuda na configuração.

  • MagicMenu 2 (indispensável!), a menos que o Amiga não tenha memória (<2Mb), porque é um saco clicar com o botão direito e ter que ir ao topo da tela toda a vez;

  • Directory Opus 4.12 – Programa para gerenciar arquivos.

  • Tools Daemon – Software que aumenta as opções disponíveis no menu sem precisar usar o taskbar

  • new8n1 – Software para substituir o serial.device para permitir transferir arquivos com velocidade maior que 19600 bps

  • ViNCEd – É um poderoso Shell para o Amiga. Ele tem todos os recursos que você sempre quis em um shell, além disso,  tudo pode ser configurado com uma ferramenta especial.

  • IconImgCopier – Ferramenta para cópia de icones

  • Installer_43.3 –  Instalador necessário para vários programas

  • ToolAlias102 – Gerencia redirecionamentos facilmente no amiga

  • TDPrefs2 – Permite editar as configurações de menu da ferramenta Tools Daemon mais facilmente.

  • Compact Flash – Composto de 2 contribuições que permitem ler um Cartão Compact Flash em um adaptador PCMCIA o primeiro é o CFD (Permite ler o Compact Flash no AMIGA) e o segundo é o FAT95 (permite manipular e montar volumes dos, win95 e win98 no amiga)

  • Crossdos – Serve para ler disquetes formatados como FAT no drive do amiga

  • MSD95v16 – Equivalente a outra distribuição (Crossdos), serve para ler disquetes formatados como FAT no drive do Amiga

  • Scout – Monitora e exibe informações do sistema

  • Blazewcp – Acelera algumas funções de video

  • SysInfo – Software que mostra informações sobre a memória, disco e muito mais

  • AIBB – Ferramenta de análise de desempenho do sistema projetada com testes internos para o exercício de CPU, FPU e gráficos do desempenho do sistema

 

Música

 

Editores de Texto

 

Editores Gráficos

 

Discos

  • Reorg3_1 – Otimizador / desfragmentador de discos

  • TSGui – Programa para transferir imagens de disco DMS e ADF DE e PARA disquete

  • HDInstTools –  Programa para gerenciar partições no AMIGA

  • DMS – .dms são arquivos de imagem  de disquetes de forma compactada (The Diskmasher), para gerenciar esses arquivos necessita ter do software DMS instalado.

 

Bibliotecas

  • ixemul-48.3-bin-m68k – Biblioteca de funções utilizada em vários programas

  • highGFX_40.6 – é um driver para ECS / AGA para permitir screenmode até 1024×768.

  • ReqLib28 – Biblioteca de funções utilizadas por vários programas do amiga

  • ReqToolsUsr -Biblioteca de funções compartilhadas utilizadas por vários programas do amiga

Bom pessoal, no momento é isso. Assim que tiver outros softwares interessantes para instalarmos em nossas máquinas atualizo nesse post.

Até mais.

 

Softwares essenciais para Amiga

 

 124 total de visualizações