Resultado da busca

Termo buscado: 15 khz

Número de resultados: 6


Lista de Monitores que aceitam 15 kHz

Lista de Monitores que aceitam 15 kHz

 

É fato que todos nós queremos usar nossos computadores antigos ou videogames na melhor definição possível.

Com base nessa ideia  estamos sempre a procura de monitores que aceitem 15 kHz (15.7 kHz na verdade) em sua varredura horizontal

(informações no wikipedia). Porquê? Porque somente esses monitores são compatíveis com nossas amadas máquinas.

Mas nem tudo é simples, a maioria dos manuais dos monitores não trazem essa informação de mão beijada. Então só testando mesmo.

Abaixo segue a compilação de uma Lista de Monitores que aceitam 15 kHz e também de Monitores que não são compatíveis com essa frequência:

 

Instale também, para maior comodidade, nosso aplicativo com a lista de monitores e tenha essa informação a qualquer momento na palma de  sua mão.

 

 

 

Pesquisar Monitores

Procurar Monitor:    

Na maioria dos casos, basta montar um cabo RGB para VGA com a pinagem correta para cada equipamento e pronto.

Outros computadores ou consoles precisam de um circuito adicional para separação de sincronismo. Nesse caso será necessários verificar a

especificação de cada equipamento utilizado para confeccionar o cabo.

 

 

Essa lista é alimentada com informações dos próprios usuários e de compilação de outras listas

Caso existam quaisquer divergências nessas informações, por gentileza, comunique-nos que efetuaremos as devidas correções.

 

Ajude a comunidade, envie informações sobre monitores compatíveis ou

incompatíveis para melhorar nossa lista.

 

 

Lista de Monitores que aceitam 15khz

Baixe também nosso aplicativo com todos os Monitores. 

Uma comodidade a mais no seu celular.

 

 11,830 total de visualizações

Manuais e Esquemas

Manuais


 

 

 

 1,869 total de visualizações,  1 visto hoje

MA-20 Transforme seu MSX1 em um MSX2 via Cartucho

MA-20 Transforme seu MSX1 em MSX2 via Cartucho

Recentemente adquiri um cartucho MA-20 fabricado pelo amigo Luis Fernando de Luca.

Mas o que é esse cartucho e o que ele faz?

Esse cartucho nada mais é do que um dispositivo que faz seu MSX1 virar um MSX2 sem precisar alterar nada internamente no MSX.

Sim, é isso mesmo, você pluga o cartucho e voilà seu MSX 1 vira um MSX 2 com quase tudo que tem de direito.

Na verdade o Cartucho MA-20 foi criado inicialmente nos anos 80. A versão era chamada de NEOS MA-20 (V) e NEOS MA-20 (R). Eram 2 cartuchos para fazer o MSX1 bootar como um MSX 2. Mas como tudo evolui, o Luis redesenhou e melhorou muito esse cartucho. Fazendo com que o mesmo se tornasse um único cartucho e, sem dúvidas, mais poderoso.

Especificações

  • Vem com a versão Basic 2.0
  • Possui VDP V9958
  • Vem com 512kb de mapper interno
  • Possui um conector de slot expandido para ligar por exemplo: uma megaram, um jogo feito para versão 2.0, um cartucho FM, etc…
  • Possui 3 saídas de vídeo em 15 KHz: uma S-Video, uma VGA e uma de Video Composto (CXA2075)
  • Possui 4 tipos de ROMs de teclado configuráveis via jumper: Expert, Hotbit e Internacional 50 Hz e Internacional 60 Hz
  • Chave para selecionar uma Fonte de Energia Externa
  • Vem em uma Caixa Personalizada em Acrílico Black Piano

Informações de fontes Externas e Compatibilidade

Existem alguns materiais na internet mostrando o cartucho MA-20 em ação, desses destaco dois vídeos: um feito por Max Demian Brito Borges e outro feito pelo próprio autor da MA-20 BR Luis Fernando de Luca.  Ambos podem ser vistos nos vídeos abaixo respectivamente:

https://youtu.be/h5Px3Fy5l1c.

Existe também uma iniciativas de listar quais jogos são compatível com o cartucho MA-20.

Uma dessas iniciativas é do Max Demian Brito Borges, que compilou uma listagem bastante curiosa de jogos que são ou não compatíveis com o cartucho MA-20.

Segue o link para que vocês possam acompanhar ou até mesmo contribuir com a lista:

MA-20 Lista de Compatibilidade

Além da lista acima, que trata apenas de jogos, fiz um teste tentando executar o SymbOS e não funcionou, gerou a seguinte mensagem de erro:

** BOOTING ABORTED **

VDP detected at a wrong port.

SymbOS MSX requires the base port at #98.

Depois de algumas pesquisas encontrei no site do B@ss a resposta para isso transcrito no trecho abaixo:

“O MSX tem como padrão a saída de vídeo endereçada de 98h à 9Bh, mas prevê a possibilidade de um endereço reservado para o uso de um VDP auxiliar endereçado de 88h à 8Bh.”

Quer dizer que o SymbOS faz uma verificação durante sua inicialização da porta do VDP principal e como o Cartucho MA-20 tem um VDP endereçado na porta auxiliar, o SymbOS não inicializa. Ou seja, o software precisa de um tratamento ou um patch para poder funcionar com o cartucho MA-20.

Informações e Orientações Importantes

Gostaria de listar algumas informações e orientações importantes que compilei nos fóruns e afins, referente a dúvidas, utilização e sugestões dos usuários desse produto. Essas informações são fundamentais para quem já tem uma MA-20 ou quem está aguardando a sua chegar ou mesmo para quem deseja adquirir uma.

  1. O slot que vem no cartucho MA-20 é um slot já expandido (Se você pretende plugar uma IDE ou SD Mapper nesse slot, precisa necessariamente desligar a mapper para a mesma possa funcionar junto com o cartucho MA-20) .
  2. Ligar o cartucho MA-20 em um MSX 2+ ou Turbo R funciona, entretanto, o MSX vai ficar como um MSX 2.0. Ocorre, portanto, um downgrade do mesmo.
  3. É altamente recomendável ligar uma fonte externa no cartucho MA-20, pois a carga de energia extra acaba por causar comportamentos estranhos e até travamentos no MSX. Para isso basta plugar uma fonte de 5v de 1A ou mais. Com esse procedimento, você vai notar que a estabilidade da MA-20 com seu MSX melhora cem por cento. A chave lateral no cartucho MA-20 é a responsável em selecionar a utilização da fonte de energia interna do MSX (chave ligada para o lado do slot do seu MSX) ou utilizar uma fonte de energia externa (chave ligada para o lado oposto ao slot do seu MSX).
  4. Alguns MSX enviam o reset muito rápido e o cartucho MA-20 não detecta. Nesse caso o computador poderá travar na tela de boot. A forma de resolver isso é pressionar o botão reset do seu MSX. Obs. desligar e religar não irá resolver. Outra forma de resolver isso, pelo menos no Expert da Gradiente, é colocar uma fonte externa ligada no cartucho.
  5. A ROM instalada no cartucho MA-20 é 2.0, mas o VDP já é o V9958 e, assim agregando melhorias encontradas num MSX 2+. Isso quer dizer que, por exemplo, o jogo Space Manbow já funciona com scroll fino do modo 2+.
  6. Funciona em todos os MSX nacionais, incluindo o Expert 1.0, Expert 1.1, Expert Plus e o Expert DD Plus, além é claro, dos Hotbits.
  7. O cartucho MA-20 tem 2 ROMs: A ROM 2.0 e também a SUB-ROM, com isso são ocupados 2 Slots. Na sequência o cartucho MA-20 também possui internamente uma Mapper de 512 kb, ou seja, utiliza mais um slot. Até esse momento sobrou 1 slot, que é justamente o que está disponível no cartucho MA-20 para colocar seus próprios cartuchos. É por isso que ao colocar uma IDE com mapper no slot disponível do cartucho MA-20, também é necessário  desligar a mapper da IDE ou SD mapper para o conjunto todo funcionar.

Conectores

Na foto abaixo mostramos todos os conectores que estão disponíveis pelo cartucho MA-20:

Note que com todos esses conectores, tem-se inúmeras opções de visualização, para quaisquer monitores e MSX você desejar.

Chaves de Configuração

O cartucho MA-20 oferece dois pontos de configuração:

1. O primeiro ponto de configuração é a seleção da fonte de energia que será utilizada durante a operação do sistema.

Na figura acima fica claro a posição que a chave lateral deve estar para selecionar uma das duas formas de alimentação do Cartucho MA-20. Mais uma vez, é importante frisar que o uso de uma fonte externa é altamente recomendável para não dizer essencial.

2. O segundo ponto de configuração é definido por 2 jumpers que tem a função de selecionar o teclado que seu MSX usará.

São dois jumpers que combinados vão servir para configurar o teclado do MSX. Abaixo segue uma ilustração de testes que realizei com alguns MSXs e as devidas posições de configuração para cada teclado.

Infelizmente, o “Padrão” MSX tem diversas variações na posição das teclas, mas acredito que essa ilustração de configuração vai ajudar bastante a instalação do Cartucho no seu MSX.

A utilização desses jumpers pode resolver inclusive os problemas de alguns MSX que são de 50 Hz ou 60 Hz. Vale a pena testar.

Então é isso. Acredito que consegui reunir o maior número de informações relevantes ao Cartucho MA-20. Possivelmente novas informações podem chegar e estarei colocando aqui no artigo. Para os que quiserem contribuir com alguma informação ou sugestão pertinente, sintam-se a vontade para comentar.

Etiquetas

E por último e não mais importante, deixo um arquivo do Photoshop contendo as etiquetas que fiz para meu Cartucho MA-20. Afinal um produto dessa qualidade merece uma etiqueta gold.

Etiquetas para o Cartucho MA-20

Veja como ficou:

Parte da Frente

Parte de trás

Plugue para Fonte de Energia Externa

Chave para Selecionar o tipo de Fonte de Energia

É isso aí, até a próxima.

MA-20 Transforme seu MSX1 em MSX2 via Cartucho

 3,078 total de visualizações,  3 visto hoje

FPGA uma Super Solução em Retro computação

FPGA uma Super Solução em Retro computação

 

Esse artigo é para dividir com vocês a fantástica solução denominada FPGA, esse artigo não tratará dos detalhes da tecnologia empregada, mesmo porque o assunto é vasto e merece que se aprofunde para compreende-lo melhor. Mesmo assim, no final do artigo deixei uma lista de referência para quem quiser entender melhor os detalhes dessa tecnologia. A idéia aqui é reunir o que existe no mundo da Retro computação sobre os consoles implementados sob FPGA.

 

O que é FPGA

 

Um FPGA (Field Programmable Gate Array, em português Arranjo de Portas Programável em Campo) é um circuito integrado projetado para ser configurado por um consumidor ou projetista após a fabricação – de onde advém “programável em campo”. A grande maioria dos chips que encontramos em nosso dia-a-dia, circuitos que acompanham as televisões, celulares, etc., já vêm todos pré-programados, isto é, com as suas funcionalidades todas definidas no ato de fabricação. Surgiu então uma categoria nova de hardware reconfigurável, o qual têm as suas funcionalidades definidas exclusivamente pelos usuários e não pelos fabricantes.

Traduzindo a grosso modo, é um chip no qual se pode programar  circuitos lógicos inteiros dentro dele.

 

O que dá para fazer com isso:

Muita coisa,  mas quero manter o foco dentro do que estamos falando, porque muita coisa é muita coisa mesmo.

 

FPGA no mundo Retrô

Algumas pessoas entenderam que se poderia implementar uma máquina (computadores ou video games) inteira dentro de um FPGA. Assim surgiram as implementações mais fantásticas que já vi.

Alguns podem dizer “mas já existem excelentes emuladores que fazem isso”. Verdade mas, venhamos e convenhamos, os emuladores por melhores que sejam não dão aquela nostalgia de um console real. Mas as implementações sob um FPGA dão. Inclusive se parece muito com a máquina verdadeira. Algumas vezes até melhor, pois os projetistas colocam tudo que a máquina tem direito (mais  RAM, mais velocidade, mais compatibilidade, etc.)

Sem mais delongas vou listar alguns projetos que considero um “show” de implementação:

 

 

FPGA NES – Um projeto que clona o Nintendo Entertainment System

 

4870462415_0d153c2c55_z

 

 

 

ATARI 2600 – Um projeto que clona o console do Atari

 

fpga-atari2600

 

 

ZBC (Zero Board Computer)Um projeto que implementa um PC-XT

 

Image6

 

 

 

OCM (One Chip MSX)Um clone do MSX

800px-OCM_007

 

Zemmix Neo – Outro clone do MSX

 

5

 

MISTum Clone de Vários Consoles

 

 

001_o

 

004_o

 

 

Máquinas suportadas pelo MIST:

  • ST/STE (alos on SCART 15KHz)

  • Amiga 500/600/1200 ( AGA CORE BETA core)

  • C64 (partially – still developed)

  • Atari 8bit ( 96%)

  • Collecovision

  • ZX81

  • Atari 2600

  • ZX Spectrum with AY, aslo with DIVMMC and ESXDOS

  • SEGA GENESIS

  • Apple

  • MSX

  • AMSTRAD CPC (BETA)

 

ZX-UNO – um Clone do ZX Spectrum do tamanho de um raspberry

 

foto1 esquema

 

 

É isso pessoal, acho que tem uma lista bem bacana para brincar. Essas máquinas realmente são um sonho de consumo.

 

Referências:

http://www.embarcados.com.br/armefpga/

http://www.embarcados.com.br/fpgas-substituindo-microcontroladores-simples/

http://www.ni.com/white-paper/6984/pt/

 

FPGA uma Super Solução em Retro computação

 1,095 total de visualizações,  1 visto hoje

Modernizando com Monitor LCD no PC-XT

Modernizando com Monitor LCD no PC-XT 

 

Muita gente quer montar seu PC-XT para curtir a nostalgia de rodar um Lotus 1-2-3 ou um Wordstar nos tempos atuais. Porém para matar essa saudade sempre nos deparamos alguns obstáculos no caminho.

O primeiro é encontrar um PC-XT real (nada contra emuladores, pelo contrário, são no mínimo excepcionais). As vezes conseguimos a máquina, mas os periféricos adequados como teclados e monitores já são outra história.

Para ajudar nessa busca vai a dica de um monitor que vai funcionar na sua placa CGA com aquela saída DB-9 (9 pinos) que seu XT tem.

O monitor em questão é esse ai:

monitor positivo smile light 563

Monitor Lcd 15.6 Positivo Smile Light 563

 

Especificações Técnicas

Marca: Positivo

Modelo: 563

Tela: 15.6 Polegadas

Tipo: LCD Widescreen

Brilho: 200cd/m²

Contraste: 500:1

Tempo de resposta: 16ms

Dimensão Aproximada: 418 x 348 x 180mm

Resolução Máxima: 1360×768 @60hz

Modos de resolução: VGA 640×350 (70Hz)VGA 720×400 (70Hz)
VGA 640×480 (60/72/75Hz)SVGA 800×600 (60/72/75Hz) 
XGA 1024×768 (60/70/75Hz)SXGA 1360×768 (60Hz)

Número de Cores: 16,7 milhões

Frequência de varredura: Horizontal: 30 – 60 kHz / Vertical: 56 – 75 Hz

Ajuste OSD: Ajuste de posição(H/V) Brilho, contraste, fase, clock, volume,
autoajuste, nitidez, OSD

Consumo: 9W (ligado) 1,3W (standby)

Entrada VGA: 15 pinos fêmea

Esse monitor, ainda, bem fácil de se encontrar.

O LCD dele é widescreen e, sinceramente em minha opinião, não atrapalha nem um pouco na visualização.

O monitor já está apresentado a vocês, porém para que ele possa funcionar adequadamente no XT temos que construir um cabo adaptando a saída DB-9 da placa CGA do XT para o conector DB-15 no monitor.

Para construir o cabo você vai precisar de:

  • 1 conector com capa DB-9 MACHO

  • 1 conector com capa DB-15 FEMEA (por ser fêmea vai permitir que se possa conectar no cabo de monitor)

  • 30 cm de cabo manga com pelo menos 7 vias ( 7 fios ou mais )

  • (ferro de solda, solda, alicate, etc.)

A ligação entre os pinos dos dois conectores deve ser feita conforme o esquema abaixo:

AV1-DB9-HD15-DiagramR

CGA-VGA-AdapterR

É importante ressaltar que alguns adaptadores no mercado NÃO são compatíveis  para o que pretendemos, um deles está na figura abaixo:

CGA-VGA-Adapter-Wrong-Connect

Note que as ligações do adaptador acima são diferentes e portanto NÃO irá funcionar conforme desejamos.

Bom, é isso ai. Abaixo segue as fotos do nosso adaptador funcionando no monitor Positivo 563 com o PC-XT.

IMG_0013
IMG_0009

Modernizando com Monitor LCD no PC-XT

 1,360 total de visualizações,  2 visto hoje

Monitor Commodore 1084 no PC-XT

Olá pessoal. Hoje tenho mais uma dica (Monitor Commodore 1084 no PC-XT) de monitor que serve perfeitamente no PC-XT. Infelizmente esse monitor não é novo, porém é um monitor tão bom e completo que vale um artigo.

O monitor que estamos falando é o Commodore 1084 (mais especificamente o 1084D e o 1084S), trata-se de um monitor colorido CRT (ou de tubo) fabricado entre os anos 80 e 90.

 

Commodore_1084-D_www.rabayjr.com
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Sei que não é um monitor facinho de achar, mas sempre aparece algum para vender no Mercado Livre ou OLX das mãos de colecionadores e retro-entusiastas.

Na minha opinião vale muito a pena possuir um.

Eles são bem construídos, tem uma qualidade superior de imagem, tem várias entradas, possuem som interno, etc.

 

IMG_20110221_000152
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

IMG_20110221_000157
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Eles foram produzidos inicialmente para o Commodore Amiga, mas servem para quase todas as nossas máquinas retrô já que são multisync. Nesta lista inclui-se MSX, ZX Spectrum, PC-XT, etc.

Não vou me ater a colocar nesse artigo a especificação técnica desses monitores, para isso peço que acessem esta página com informações detalhadas sobre cada monitor commodore.

Também deixo aqui um link para baixar o [download id=”884″] e o [download id=”886″], ambos trazem informações adicionais para vocês realizarem seus projetos.

Bom, mas o que é necessário para colocar esse monitor no PC-XT? Simples, apenas um cabo.

Como é esse cabo? Você vai precisar dos seguintes materiais para fabricá-lo:

1 Conector DB-9 Macho (esse conecta na placa cga do PC-XT)

1 Conector DB-9 Femea (esse conecta no monitor 1084)

Conectores DB9 Macho e Femea
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

2 Capas para os 2 Conectores

cabos-conectores-adaptadores-en-acessorios-pc-353211-MLB20502980719_112015-Y
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

1 metro cabo 8 vias (pelo menos) –  Cabo Manga 8X26 AWG BT

cabo_manga_vias_blindagem_1_1_1
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

(solda, ferro de solda, etc)

Um detalhe, esse cabo é para monitores que possuem uma entrada VGA 9 pinos, pois existem alguns monitores que possuem pinos DIM e outros ainda, SCART. De qualquer forma esse artigo já dá uma base para fazer o cabo para esses outros conectores.

O esquema de ligação é um dos mais simples, pois é basicamente 1 para 1 na ligação dos pinos:

CGA = Color Graphics Adapter

Videotype: TTL, 16 colors (também conhecido como IBM RGBI). (15.75 KHz – 320×200 or 640×200)

 

PINO MONITOR 1084 PC-XT

DESCRIÇÃO

1 GND GND Ground / Terra
2 GND GND Ground / Terra
3 R R Red / Vermelho
4 G G Green / Verde
5 B B Blue / Azul
6 I I Intensidade
7 RES N/C Reserved/Não Conectado
8 HSYNC HSYNC Horizontal Sync 
9 VSYNC VSYNC Vertical Sync

 

Vamos à construção:

 

20160519_112747
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_112834
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_112539
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_113211
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_113118
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_112552
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

Uma dica: Quando for soldar os terminais, sempre coloque solda em todas as pontas dos fios  e também nos terminais dos conectores ANTES.

Depois é só soldar, isso deixa o trabalho beeemmm mais fácil.

Outra coisa, a malha que conforme as fotos deixei enrolada, solde na carcaça do conector, assim fica tudo bonitinho e funcional.

Um último ponto, os terminais DB-9 tem o número dos pinos marcados na parte plástica, se não enxergar, utilize um lupa para visualizar melhor. É muito importante que os conectores sejam soldados nos pinos certos ok.

Com o cabo pronto plugue o mesmo no monitor (DB-9 femea) e no PC-XT (DB-9 macho).

Coloque a chavinha, localizada na traseira do monitor, no modo Digital ou RGBI.

E por fim, no painel da frente do monitor tem uma chave mais a direita (bem no comecinho), coloque-a no modo RGB.

 

Cabo-db9-rs232-macho-femea__16531_zoom
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Agora é curtir o computador no seu melhor estilo retrô.

 

20160519_182458
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_182515
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

20160519_182531
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Até a Próxima!

 1,046 total de visualizações,  2 visto hoje