Categoria: Amiga

 

Lista de Monitores que aceitam 15 kHz

Lista de Monitores que aceitam 15 kHz

 

É fato que todos nós queremos usar nossos computadores antigos ou videogames na melhor definição possível.

Com base nessa ideia  estamos sempre a procura de monitores que aceitem 15 kHz (15.7 kHz na verdade) em sua varredura horizontal

(informações no wikipedia). Porquê? Porque somente esses monitores são compatíveis com nossas amadas máquinas.

Mas nem tudo é simples, a maioria dos manuais dos monitores não trazem essa informação de mão beijada. Então só testando mesmo.

Abaixo segue a compilação de uma Lista de Monitores que aceitam 15 kHz e também de Monitores que não são compatíveis com essa frequência:

 

Instale também, para maior comodidade, nosso aplicativo com a lista de monitores e tenha essa informação a qualquer momento na palma de  sua mão.

 

 

 

Pesquisar Monitores

Procurar Monitor:    

Na maioria dos casos, basta montar um cabo RGB para VGA com a pinagem correta para cada equipamento e pronto.

Outros computadores ou consoles precisam de um circuito adicional para separação de sincronismo. Nesse caso será necessários verificar a

especificação de cada equipamento utilizado para confeccionar o cabo.

 

 

Essa lista é alimentada com informações dos próprios usuários e de compilação de outras listas

Caso existam quaisquer divergências nessas informações, por gentileza, comunique-nos que efetuaremos as devidas correções.

 

Ajude a comunidade, envie informações sobre monitores compatíveis ou

incompatíveis para melhorar nossa lista.

 

 

Lista de Monitores que aceitam 15khz

Baixe também nosso aplicativo com todos os Monitores. 

Uma comodidade a mais no seu celular.

 

 6,548 total de visualizações,  10 visto hoje

Mod para o Floppy Drive Gotek com Cortex

Mod para o Floppy Drive Gotek com Cortex

 

Passeando pela Internet e procurando alguns Mod’s diferente e me deparei com o do Floppy Drive Gotek. Achei bem legal e resolvi fazer também.

Resolvi fazer porque achei aparentemente simples. Eu podia usar um drive que teoricamente não serve no MSX por ser de 1.44 mb sem possibilidade de configurar. Aliás é interessante isso, pois o drive que usei foi o primeiro que comprei a alguns anos atrás para usar no MSX e claro não funcionou, pois não tinha os jumpers para configurar para 720k, etc… mas nada é perdido, estava usando ele no meu PC-XT até hoje.

Esse Mod é mais que para o MSX, funciona em várias plataformas, inclusive o pessoal do Amiga já usa a tempos. Mas meu foco nesse Post é o MSX, pois não achei nada mais focado na plataforma.

Mas repito, fazendo os procedimentos abaixo, o drive vai servir para todas as outras plataformas.

Basicamente trata-se de trocar o firmware original do floppy drive e colocar um compatível ou semelhante ao do famoso HxC Floppy Drive da HXC2001.

É importante dizer que este emulador de disquete não é absolutamente comparável ao HXC Floppy Emulator por Jean-François DEL NERO (Jeff), onde além de suportar dezenas de formatos de disquetes e hardware, há também um desenvolvimento no Firmware de vários anos, mas o Floppy Drive Gotek ainda é uma alternativa excelente e econômica.

Material utilizado:

1. Precisa de um drive Gotek compatível com no novo Firmware (veja nessa lista Gotek Compatibility). Eu usei esse que é bem comum e um dos mais baratos: Drive Emulador de Disquetes Gotek SFR1M44-U100K

2. Um LCD como esse: Display Oled Azul 128×32 Pixel 0.91 Polegadas 4 Pinos I2c, achei no ML por 32 pilas (o problema, claro, o frete)


3. Um Conversor Usb Serial Rs232 Ttl Pl2303hx P/ Arduino Mini Nano. Tem vários modelos. Usei esse ai debaixo para gravar o novo firmware no drive e foi muiiiiito tranquilo.

4. Um Encoder Rotativo Ec11 ou KY-040 (Rotary Sensor Arduino)

Ec11

Ky-040

5. Jumper Fêmea – Fêmea Fios Arduino

6. Um buzz de 5V

7. Ferro de solda, knob, solda, alguns jumpers, alguns terminais, cola quente, alicate, lima, mini furadeira, etc….

Dá para achar tudo no ML tranquilamente.

MONTAGEM

Desmontando o Flopply Gotek:

Primeiro passo, abrir o drive, só precisa de uma chave Philips para isso. Retire os 3 parafusos na parte superior:

Retire toda a carcaça de plástico, fica mais fácil para trabalhar. Não se preocupe, só remova com cuidado, pois é tudo encaixado.

Pode remover o display original também, desplugando-o dos 4 pinos. É bom marcar a posição dos fios (pode tirar uma foto), porque se precisar voltar, é só plugar novamente nos pinos corretos.

Instalando o novo Firmware:

Para começar, vamos soldar alguns terminais, pois apesar de ter a posição no drive, não vem com os pinos. Esse procedimento é necessário para que possamos ligar a interface USB/Serial para gravarmos o novo firmware.

São os 8 pinos perto do conector de energia do drive. Tem que soldar os terminais. Depois de concluído vai ficar parecido com o da figura abaixo:

Plugue os fios conforme a figura abaixo. O fio azul está no 2 pino do conector (GND), o fio verde está no 4o. pino do conector (5V).

O fio amarelo está no 3o. pino do drive (TX), o fio vermelho está no 4o. pino do drive (RX) e por último note que no pino 1 e 2 do drive tem um jumper fechando os dois, esse jumper serve para permitir a gravação do drive, tem que deixar fechado, depois do procedimento pode ser retirado.

Ai é só ligar o fios no nosso adaptador USB-Serial, nos respectivos pinos, conforme abaixo:

Alguns adaptadores podem ter a ordem dos pinos em posições diferentes, mas todos tem a marcação, então acho que não há mistério.


Bom agora é plugar o danado no computador e usar o programa para fazer a atualização.

No Windows usei esse programa:

Flashloader Demonstrator

 

para gravar o novo firmware. Se quiser baixar do próprio site a versão mais atualizada, o endereço é esse   https://www.st.com/en/development-tools/flasher-stm32.html.

Baixe também a última versão do firmware nesse link: https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki/Downloads ou baixe a versão que usei no artigo nesse link:

FlashFloppy

 

A utilização e procedimentos para atualização do firmware não vou descrever aqui, para não deixar o post mais longo do que já está. Mas não se preocupe, pode consultar essas páginas, que está mostrando no detalhe como fazer:

https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki/Firmware-Programming

https://cortexamigafloppydrive.wordpress.com/

https://www.everythingamiga.com/2017/03/flashing-the-firmware-for-a-usb-gotek-drive.html

e nesse vídeo;

Uma única ressalva, antes de gravar o novo firmware, faça PRIMEIRO um backup do firmware antigo que já está no drive Gotek, usando a opção Upload do Flash Loader. Pois se tiver algum problema é só regravar novamente.

Coloquei o backup do meu aqui também, para histórico ou se alguém precisar posteriormente:

 

Firmaware Original doDrive Emulador de Disquetes Gotek SFR1M44-U100K

 

Instalando o novo Display:

Depois de terminado a etapa de gravação do firmware, vamos trocar o display original do drive Gotek pelo display OLED que compramos.

Na figura abaixo, mostra o display de frente. O lado que mostra as informações. Vai ficar virado para fora no drive Gotek, posteriormente.

Aqui mostra a parte traseira do display. Onde iremos conectar os cabinhos. Note que quando essa plaquinha chegou os pinos (terminais) vieram separados, então precisei solda-los na placa.

A ligação fica conforme a figura abaixo. Note que usei os mesmos cabinhos que já tinham no drive Gotek para o display novo. Só mudei a posições, conforme abaixo:

Depois de ligado, você já pode ligar o drive na energia que já vai aparecer informações da versão do firmware novo instalado no display.

Beleza, próximo passo é aumentar a abertura da frente plástica do Floppy Gotek para visualizar o novo display. Para isso eu usei uma serrinha e uma lima para ajeitar os cantos. (acho a parte mais chata, mas fazer o que, tem que ser feito né). Procure fazer com calma para não estragar a frente do drive, afinal, você não tem outra para repor. Outro detalhe, coloque a placa do drive no lugar ANTES de medir o quanto vai cortar, pois o espaço disponível é a conta. Se cortar errado depois não dá para a placa entrar. Aproveite para fazer um furo no lado direito para o Encoder e já faz um furo para o segundo led (indicador do power) que fica para dentro da placa.

Corte feito, agora é prender o display. Melhor solução que encontrei, cola  quente, vi nos videos por ai e ficou bom. Não precisar entupir de cola quente, só nas laterais já segurou perfeitamente.

Vai ficar assim:

Instalando o SOM:

Agora vou instalar o som. Na realidade é só uma simulação do barulho que os drives antigos faziam ao ler os disquetes. Mas para manter a nostalgia é legal colocar.

O novo firmware já dá suporte na pinagem do floppy Gotek para colocar o som. Só que é o seguinte, eu tinha em mãos apenas um buzz de 5V, como esse da figura abaixo:

Então a ligação deveria ser aparentemente simples, só soldar dois fiozinhos, 1 no positivo do buzz e outro no negativo e plugar nos pinos JB do floppy Gotek, conforme a imagem abaixo:

Mas não funcionou como esperado. Não porque não tenha dado sinal, mas o sinal é tão fraco que mal faz um tic no buzz que coloquei. Acredito que deva ser porque o meu buzz era de 5v, tem outros de 2 ou 3v para vender, mas até comprar, chegar, frete e tudo mais, preferi outra solução.  Peguei um transistor BC547 e liguei conforme a figura abaixo:

O resultado do som ficou legal, audível e funcional. A cada trilha/setor que é lido no disco, faz um som. Achei bem bacana.

Instalando o Seletor (Encoder)

Próximo etapa, colocar um seletor no drive. Com isso temos a alternativa de girar para escolher as imagens de disco e de quebra esse seletor tem um botão de pressão nele que nesse caso é usado para selecionar/ejetar a imagem de disco. No caso do MSX essa função do 3o. botão serve para entrar ou sair de um diretório (pasta, hehehe) e pode ejetar/selecionar o disco também.

Só para constar, com a instalação do novo firmware o pino JA do drive é o 3o. botão, esse para selecionar/ejetar a image, se quiser ligar um botão lá direto sem instalar esse seletor, também pode.

O seletor que usei foi esse da figura abaixo:

No site do projeto o pessoal até recomenda usar esse modelo na foto abaixo, mas para caber na frente do Floppy Gotek, precisa fazer um ajuste:

Se quiser esse de cima, precisa dessoldar esse potenciômetro da placa e ajustar conforme a imagem abaixo:

Escolhido o modelo que se deseja usar. Antes precisamos soldar uns pinos (terminais) que faltam colocar no drive Gotek. O mesmo esquema de antes usado nos terminais para atualização do firmware, ou seja, tem a posição, mas não tem os pinos soldados. Então vamos soldar, são só 2 na posição marcada com JK no floppy Gotek.

Terminais soldados. Vai ficar como na figura abaixo.

Olha o esquema de ligação na imagem abaixo:

Após plugar os pinos, conforme os diagramas acima:

Fechando o Floppy Gotek:

Agora é organizar todos os fios dentro para não ficar espalhado e pode fechar o Floppy.

No meu caso, eu coloquei esse Floppy num carcaça de drive DDX, então os passos abaixo são só acabamentos:

Finalização e funcionamento:

Finalizando tudo e montando com o MSX, olha o Pagemaker aí, funcionando belezinha.

Alguns detalhes importantes para o MSX, que é o foco aqui:

Tem que colocar um jumper no fechando o pinos JC do drive Gotek. Ainda não sei direito o porque disso, só segui as orientações do projeto, mas planejo escrever um segundo post somente com os testes do drive. Por hora deixa ele fechado.

Tem que colocar outro jumper no pino S0 do drive Gotek para setar o drive como A:

Se o seu cabo flat não tiver a inversão.

Se o seu cabo flat tiver a inversão, é só colocar o jumper no pino S1.

Isso é só para escolher se vai querer o drive com A: ou B:

Mais detalhes sobre esse procedimento, consulte aqui .

Sobre do pen drive.

  1. Copiar o arquivo FF.CFG que está na pasta examples que vem junto no arquivo .zip do firmware novo, para a raiz do pen drive.
  2. Alterar o arquivo FF.CFG com um editor de textos, procurar a diretiva host = unspecified e alterar para host = msx.
  3. Copiar os arquivos de imagem .DSK para o pen drive, pode organizar criando pastas … tipo JOGOS MSX1, JOGOS MSX2, APLICATIVOS, etc… (pode usar nomes longos 😀 )

E pronto, só colocar o pendrive no Floppy Gotek, ligar o MSX, selecionar a imagem pelo Seletor ou pelos botões e usar como um drive normal.

Obs: Por favor, consulte sempre o site do projeto para a montagem, pois traz outros detalhes que talvez lhe interessem  https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki/Hardware-Mods.

Conclusão:

Achei sensacional o drive com display novo, além de permitir o nome do arquivo .DSK com nomes longos, ele mostra ddd/xxx disco atual de x discos e a trilha/setor sendo lidos.

Bem melhor do que o antigo o qual tínhamos que olhar disco por disco e dar um DIR para saber seu conteúdo.

A segunda facilidade é a colocação dos arquivos. Basta copiar para o pendrive os .DSK’s e pronto.

Os mesmos vão aparecendo no display normalmente.

Depois  da imagem de disco ter sido selecionada, você pode dar um DIR, por exemplo, que vai mostrar o conteúdo do mesmo, enfim, vai fica transparente para utilizar.

Um outro ponto que achei muito massa. No pendrive vai caber muito mais que 1000 arquivos, pois é, 1000 arquivos por diretório (pasta).

Suporta MSX 1 e Posterior

Não vou fazer toda a análise do funcionamento nesse post, vou fazer uma segunda parte só com o uso e detalhar melhor como funciona.

Referências:

Tudo para o projeto, informações, compatibilidade, etc.:

https://github.com/keirf/FlashFloppy/wiki

Informações para colocar Som:

https://mingos-commodorepage.com/tutorials/gotekTeil9.php?id=89&title=Der%20Gotek%20Floppy%20Emulator%20von%20A%20bis%20Z%20%28Teil%209%29

Mais instruções:

http://torlus.com/floppy/forum/viewtopic.php?f=33&t=1683&p=11486#p16461

Informação sobre o floppy HxC

https://hxc2001.com/

Informações sobre exceções

http://tabajara-labs.blogspot.com/2015/03/amiga-gotek-floppy-emulator.html

Um Mod igual

http://projectspeccy.com/2017/11/03/gotekdvirtual-spectrum-floppy-disk/

Vídeos:

É isso pessoal, espero que tenham gostado. Se tiverem dúvidas ou sugestões, é só postar nos comentários.

Vou fazer um segundo artigo somente com a análise do funcionamento desse novo firmware em breve.

Mod para o Floppy Drive Gotek com Cortex

 1,145 total de visualizações,  2 visto hoje

Um programa para gerenciar partições no Cartão SD ou Pendrive

Um programa para gerenciar partições no Cartão SD ou Pendrive

 

Tudo bem pessoal? Hoje trago uma dica para todos nós que usamos nossos cartões SD ou pen drives nas interfaces com nossos microcomputadores antigos.

Quando usamos o MAC (iOS) ou LINUX para visualizar, copiar, excluir arquivos nas “n” partições que criamos em nossos dispositivos de armazenamentos (cartões SD ou Pen drives) é uma tarefa simples e tranquila. É só plugar o dispositivo que esses sistemas operacionais já mostram essas partições para que possamos usá-las livremente.

Até ai blz, mas e quando se trata do Windows? Nesse caso já complica tudo, o Windows só te mostra uma partição por vez do seu dispositivo, mesmo que você já tenha 2 ou mais.

Isso é realmente irritante, você quer copiar seus arquivos organizados nas partições e não consegue. Não consegue nem mesmo saber o que tem gravado na segunda partição.

Para resolver esse problema quero indicar um programa que cumpre 100% essa necessidade.

Esse programa chama-se BOOTICE. Ele pode ser baixado no site do desenvolvedor www.ipauly.com. Também pode ser baixado AQUI.

Você só precisa plugar o pen drive ou cartão de memória, escolhe-lo na lista Destination Disk e clicar no botão PARTS MANAGE para ver as partições disponíveis.

booticeglobal

Nesse ponto você já visualiza a lista de partições presentes no seu dispositivo. A primeira partição da lista é a que o Windows está acessando/visualizando no momento. Para que o Windows acesse outra partição, basta clicar sobre a partição desejada selecionando-a e clicar no botão “Set Accessible” (essa opção aparece assim que você clica na partição que deseja ativar).

O programa é uma mão na roda. Você já pode deixar esse programa guardado na sua pasta de ferramentas.

Não esqueça de voltar a partição original (aquela que estava na primeira linha da lista) para o topo da lista, dessa forma, quando o dispositivo voltar a ser usado na interface do seu computador, ele reconhecerá tudo como era antes.

Esse software tem diversas opções, como formatar uma partição específica ou mudar o label da partição. Mas isso deixo para vocês explorarem com calma.

Para terminar você pode baixar esse programa em 32 ou 64 bits dependendo da versão do Windows que você tiver instalada.

Fica aí a dica. Esse artigo complementa o artigo “Como Remover partições em pendrives“. Que são ferramentas importantes que nos ajudam a gerenciar arquivos e dispositivos removíveis em nossos micros antigos.

 

Um programa para gerenciar partições no Cartão SD ou Pendrive

 699 total de visualizações

Softwares Essenciais para Amiga

Softwares essenciais para Amiga

 

– Sempre quis um AMIGA. Nem sabia direito qual comprar. Então, em um belo momento consegui um Clássico Amiga 1200.

Com o Amiga na mão, taca procurar o que fazer nele (instalar hardware e software).

Como essa plataforma não é muito minha praia, comecei por tentar entender um pouco a parte do sistema operacional, como: criar um disco de dados num cartão CF;  que softwares deveria instalar e o que existia para a parte de hardware.

A conclusão é que tem muita coisa para aprender e brincar.

Nesse post vou tratar uma parte do que falei, os softwares que se deveria instalar no Amiga (conhecido como essenciais).

É claro que não vou conseguir colocar aqui tudo que existe para o Amiga, pois podem acreditar existem muiiiiiiitos softwares disponíveis.

Porém, sei que muita gente fica meio perdida no início e precisa de ajuda para começar, então aqui vai minha dica:

 

Compactadores/Descompactadores

  • LHA – Compactador/Descompactador – Esse pacote é extremamente importante. Pois para manter toda a compatibilidade dos arquivos descompactados quando forem transportados para o HD, o ideal é que seja utilizado o lha para descompactar.

  • LZX – Outro compactador

  • ZIP – Compactador

  • Unzip – Visualizador e descompactador de arquivos .zip

  • Unrar – Visualizador e descompactador de arquivos .rar

  • PPDecrunch10

 

Geral

  • MUI 3.8MUI é um sistema orientado a objetos para criar e manter interfaces gráficas de usuário. Ele é usado por outras aplicações essenciais. Em suma instale, pois ele será utilizado mais adiante

  • SnoopDOS – Para monitorar execuções de programas no Amiga. Ele gera logs em tela de erros que vai te ajudar muito para saber porque determinado programa não roda direito.

  • WHDLoad – Indispensável para instalar e executar jogos no HD

  • ZapHod – Excelente editor de arquivos hexadecimal

  • Virtual Floppy (FMS) – Programa que usa o hd para montar disquetes virtuais;

  • Freewheel – Se você tem uma Cocolino ou outro adaptador de mouse PS/2 no Amiga, essa ferramenta ajuda na configuração.

  • MagicMenu 2 (indispensável!), a menos que o Amiga não tenha memória (<2Mb), porque é um saco clicar com o botão direito e ter que ir ao topo da tela toda a vez;

  • Directory Opus 4.12 – Programa para gerenciar arquivos.

  • Tools Daemon – Software que aumenta as opções disponíveis no menu sem precisar usar o taskbar

  • new8n1 – Software para substituir o serial.device para permitir transferir arquivos com velocidade maior que 19600 bps

  • ViNCEd – É um poderoso Shell para o Amiga. Ele tem todos os recursos que você sempre quis em um shell, além disso,  tudo pode ser configurado com uma ferramenta especial.

  • IconImgCopier – Ferramenta para cópia de icones

  • Installer_43.3 –  Instalador necessário para vários programas

  • ToolAlias102 – Gerencia redirecionamentos facilmente no amiga

  • TDPrefs2 – Permite editar as configurações de menu da ferramenta Tools Daemon mais facilmente.

  • Compact Flash – Composto de 2 contribuições que permitem ler um Cartão Compact Flash em um adaptador PCMCIA o primeiro é o CFD (Permite ler o Compact Flash no AMIGA) e o segundo é o FAT95 (permite manipular e montar volumes dos, win95 e win98 no amiga)

  • Crossdos – Serve para ler disquetes formatados como FAT no drive do amiga

  • MSD95v16 – Equivalente a outra distribuição (Crossdos), serve para ler disquetes formatados como FAT no drive do Amiga

  • Scout – Monitora e exibe informações do sistema

  • Blazewcp – Acelera algumas funções de video

  • SysInfo – Software que mostra informações sobre a memória, disco e muito mais

  • AIBB – Ferramenta de análise de desempenho do sistema projetada com testes internos para o exercício de CPU, FPU e gráficos do desempenho do sistema

 

Música

 

Editores de Texto

 

Editores Gráficos

 

Discos

  • Reorg3_1 – Otimizador / desfragmentador de discos

  • TSGui – Programa para transferir imagens de disco DMS e ADF DE e PARA disquete

  • HDInstTools –  Programa para gerenciar partições no AMIGA

  • DMS – .dms são arquivos de imagem  de disquetes de forma compactada (The Diskmasher), para gerenciar esses arquivos necessita ter do software DMS instalado.

 

Bibliotecas

  • ixemul-48.3-bin-m68k – Biblioteca de funções utilizada em vários programas

  • highGFX_40.6 – é um driver para ECS / AGA para permitir screenmode até 1024×768.

  • ReqLib28 – Biblioteca de funções utilizadas por vários programas do amiga

  • ReqToolsUsr -Biblioteca de funções compartilhadas utilizadas por vários programas do amiga

Bom pessoal, no momento é isso. Assim que tiver outros softwares interessantes para instalarmos em nossas máquinas atualizo nesse post.

Até mais.

 

Softwares essenciais para Amiga

 

 370 total de visualizações

Joysticks para Todos os Gostos

Joysticks para todos os gostos

 

 

Esse artigo mostra uma quantidade absurda de Joysticks diferentes em um só lugar. Veja a quantidade de designs diferentes que foram construídos. Alguns viraram quase que um padrão, mas para ser sincero, padrão aqui é o que menos você vai ver.

Uma pequena introdução do que é um Joystick (não que todos desse planeta não saibam). Mas é legal saber como curiosidade.

Veja esse texto extraído na integra da Wikipedia:

“O Joystick surgiu originalmente como controle de aeronaves e elevadores. Sua invenção é originalmente atribuída ao piloto francês Robert Esnault-Pelterie, existindo também reivindicações históricas entre os pilotos Robert Loraine, James Henry Joyce e Sr. A. E. George. Esse último foi pioneiro ao voar em um pequeno avião em Newcastle, na Inglaterra em 1910. É atribuído a ele a criação do “George Stick” o qual tornou-se popularmente conhecido como joystick. O joystick apesar de estar presente nos recentes aviões desde século passado, sua origem e utilização mecânica é incerta.”

Legal né.

Espero gostem e que se deliciem com a infinidade de controles.

Divirtam-se.

 

 

JoystickJoystickJoystickJoystick

Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick
Joystick Joystick Joystick Joystick

 

 

 

Joysticks para todos os gostos

 409 total de visualizações,  1 visto hoje

Monitor Commodore 1084 no PC-XT

Olá pessoal. Hoje tenho mais uma dica (Monitor Commodore 1084 no PC-XT) de monitor que serve perfeitamente no PC-XT. Infelizmente esse monitor não é novo, porém é um monitor tão bom e completo que vale um artigo.

O monitor que estamos falando é o Commodore 1084 (mais especificamente o 1084D e o 1084S), trata-se de um monitor colorido CRT (ou de tubo) fabricado entre os anos 80 e 90.

 

Commodore_1084-D_www.rabayjr.com
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Sei que não é um monitor facinho de achar, mas sempre aparece algum para vender no Mercado Livre ou OLX das mãos de colecionadores e retro-entusiastas.

Na minha opinião vale muito a pena possuir um.

Eles são bem construídos, tem uma qualidade superior de imagem, tem várias entradas, possuem som interno, etc.

 

IMG_20110221_000152
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
IMG_20110221_000157
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Eles foram produzidos inicialmente para o Commodore Amiga, mas servem para quase todas as nossas máquinas retrô já que são multisync. Nesta lista inclui-se MSX, ZX Spectrum, PC-XT, etc.

Não vou me ater a colocar nesse artigo a especificação técnica desses monitores, para isso peço que acessem esta página com informações detalhadas sobre cada monitor commodore.

Também deixo aqui um link para baixar o [download id=”884″] e o [download id=”886″], ambos trazem informações adicionais para vocês realizarem seus projetos.

Bom, mas o que é necessário para colocar esse monitor no PC-XT? Simples, apenas um cabo.

Como é esse cabo? Você vai precisar dos seguintes materiais para fabricá-lo:

1 Conector DB-9 Macho (esse conecta na placa cga do PC-XT)

1 Conector DB-9 Femea (esse conecta no monitor 1084)

Conectores DB9 Macho e Femea
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

2 Capas para os 2 Conectores

cabos-conectores-adaptadores-en-acessorios-pc-353211-MLB20502980719_112015-Y
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

1 metro cabo 8 vias (pelo menos) –  Cabo Manga 8X26 AWG BT

cabo_manga_vias_blindagem_1_1_1
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

(solda, ferro de solda, etc)

Um detalhe, esse cabo é para monitores que possuem uma entrada VGA 9 pinos, pois existem alguns monitores que possuem pinos DIM e outros ainda, SCART. De qualquer forma esse artigo já dá uma base para fazer o cabo para esses outros conectores.

O esquema de ligação é um dos mais simples, pois é basicamente 1 para 1 na ligação dos pinos:

CGA = Color Graphics Adapter

Videotype: TTL, 16 colors (também conhecido como IBM RGBI). (15.75 KHz – 320×200 or 640×200)

 

PINO MONITOR 1084 PC-XT

DESCRIÇÃO

1 GND GND Ground / Terra
2 GND GND Ground / Terra
3 R R Red / Vermelho
4 G G Green / Verde
5 B B Blue / Azul
6 I I Intensidade
7 RES N/C Reserved/Não Conectado
8 HSYNC HSYNC Horizontal Sync 
9 VSYNC VSYNC Vertical Sync

 

Vamos à construção:

 

20160519_112747
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_112834
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_112539
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_113211
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_113118
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_112552
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

Uma dica: Quando for soldar os terminais, sempre coloque solda em todas as pontas dos fios  e também nos terminais dos conectores ANTES.

Depois é só soldar, isso deixa o trabalho beeemmm mais fácil.

Outra coisa, a malha que conforme as fotos deixei enrolada, solde na carcaça do conector, assim fica tudo bonitinho e funcional.

Um último ponto, os terminais DB-9 tem o número dos pinos marcados na parte plástica, se não enxergar, utilize um lupa para visualizar melhor. É muito importante que os conectores sejam soldados nos pinos certos ok.

Com o cabo pronto plugue o mesmo no monitor (DB-9 femea) e no PC-XT (DB-9 macho).

Coloque a chavinha, localizada na traseira do monitor, no modo Digital ou RGBI.

E por fim, no painel da frente do monitor tem uma chave mais a direita (bem no comecinho), coloque-a no modo RGB.

 

Cabo-db9-rs232-macho-femea__16531_zoom
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Agora é curtir o computador no seu melhor estilo retrô.

 

20160519_182458
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_182515
Monitor Commodore 1084 no PC-XT
20160519_182531
Monitor Commodore 1084 no PC-XT

 

Até a Próxima!

 515 total de visualizações,  3 visto hoje