Tag: msx multimapper

 

Conheça o Cartucho Multimapper. Um poderoso acessório para seu MSX

Conheça o Cartucho Multimapper.

Um poderoso acessório para seu MSX

 

Há tempos venho testando cartuchos para gravação das ROM´s que tenho. Alguns com flash outros com o modelo de eprom, eeprom,  e por ai vai.

Até que, semana passada, adquiri  um cartucho chamado Multimapper. Isso porque o mesmo prometia gravar vários formatos de ROM’s no mesmo cartucho pelo próprio MSX, apenas alterando alguns Jumpers de configuração.

Confesso que quando fiquei sabendo desse cartucho não me interessei muito, pois estava acostumado com cartuchos que só gravavam no formato ASCII16 ou outros que só gravavam no formato Konami4. Esses cartuchos funcionam, mas quando você tem um jogo e quer colocar no cartucho e o cartucho não aceita e em piores casos, ele aceita mas não tem espaço para isso, é frustrante.

Um exemplo são os cartuchos de jogos SCC que são alterados para conter um chip de memória flash para armazenamento das ROM’s. O normal é encontra-los com 512kb, mas já vi alguns com até 1 mb também. Esses cartuchos, até o presente momento, na minha opinião, eram os melhores (na questão da compatibilidade). Repetindo, até o presente momento….

Eis que surge o Cartucho Multimapper, com nada mais nada menos de 2 Mb de espaço em flash para armazenamento das ROM’s. E mais, ainda permite executar ROM´s do tipo ASCII8, ASCII16, Konami4 e Konami5. Basicamente, só ai, com essas características, já cobriu quase que 90% do universo de ROM’s de jogos que eu tinha para gravar. Não posso afirmar que pode gravar 100% das ROM´s porque é humanamente impossível testar todas, mas eu testei várias ROM’s de diferentes formatos e tamanhos e praticamente todas ou as mais importantes funcionaram. Coisa que nunca  tinha conseguido com outros cartuchos.

Alguns podem dizer que pode-se rodar essas ROM’s com o Sofarun. Sim, a maioria, mas nem todas, principalmente as maiores 1 ou 2mb, que vão requerer mapper, scc, configurações adicionais no próprio Sofarun, etc… e mesmo assim, várias delas não vão funcionar.

Pelo Cartucho Multimapper, você terá grande chance de funcionar. E com uma operação muito mais simples de se fazer.

Esse cartucho foi criado pelo Russian Bear Service Crew (RBSC), o mesmo pessoal que criou a Carnivore 2. E por fim, e não menos importante, esse cartucho está sendo produzido e distribuído aqui no Brasil pelo nosso amigo Paulo Maluf (dados para contato no final do artigo) pela bagatela de 160 reais até o momento.

Para se ter ideia, um cartucho SCC alterado para fazer algo semelhante e com menor capacidade de armazenamento, quando se encontra no mercado, sai em torno de 560 reais. Fica mais barato que muito cartucho comum que se encontra por ai.

Só vejo vantagens nesse cartucho. Para tanto, mereceu uma analise nesse blog.

A placa é essa ai na figura abaixo:

 

Este cartucho foi desenvolvido como uma alternativa aos cartuchos existentes com suporte para mapeadores individuais (Konami 4, ASCII8, etc.). A ideia era que fosse simples, barato e ao mesmo tempo universal com suporte para todos os mapeadores comuns.

O cartucho é baseado em FPGA Altera (EPM7064SLC44) e no chip AM29F040 FlashROM de 512 KB inicialmente (a que recebi já possui 2mb de flash). O cartucho pode ser programado no computador MSX usando o utilitário FL16.com. A seleção dos mapeadores, modo planar e a proteção contra gravação é feita por jumpers.

Principais Características:

  • FPGA: Altera
  • Memória flash: AM29F040 512 Kb
  • Suporte para mapeadores: Konami4, Konami5, ASCII8, ASCII16
  • Modo planar (64 Kb no slot) (não consegui identificar o propósito desse modo, apenas que deixa o msx inializar com o cartucho inserido no slot)
  • Toda configuração é definida por jumpers
  • Proteção contra gravação

Note que a placa, além de possuir os jumpers para as configurações dos mapeadores de ROM’s, ainda possui um conector para interface de atualização (JTAG – Programador USB Blaster) de seu firmware (FPGA).

 

Como utilizar o Cartucho

 

Primeiramente você precisa fazer download do programa chamado fl16.com que está disponível aqui.

O segundo passo é separar a ROM que você quer gravar no cartucho, no caso vou utilizar a do ALESTE como exemplo, ou seja ALESTE.ROM.

Com os dois arquivos no seu MSX, agora siga os seguinte procedimento (extraído e traduzido do manual oficial do projeto desse cartucho)

O processo de gravação de dados no chip FlashROM é denominado “flashing”. Esse processo serve para preparar o cartucho para ser programado.

 

  1. Remova o jumper PRG
  2. Remova todos os jumpers de mapeamento
  3. Insira o cartucho no slot MSX e ligue o computador.

 

Desabilitando todos os jumpers de mapeamento do cartucho permitirá que o MSX inicialize normalmente.

Para ser capaz de programar o cartucho, você precisa inicializar em MSX-DOS ou MSX-DOS2 e usar o utilitário FL16.COM feito por GDX.

 

Download FL16.COM

 

Depois que o sistema MSX inicializar no DOS, remova cuidadosamente o jumper K4 para habilitar a funcionalidade do cartucho.

Em seguida, use o utilitário FL16.COM para gravar qualquer arquivo ROM adequado no cartucho.

Por exemplo, o seguinte comando linha pode ser usada:

 

A:\FL16 ALESTE.ROM

 

Este comando iniciará o utilitário FL16.COM, que tentará detectar o cartucho, apagar o chip flash e gravar o arquivo denominado “ALESTE.ROM” no cartucho.

Se não houver erros, o cartucho está pronto para ser usado.

Mas antes de executar o programa gravado no cartucho, é preciso definir o tipo de mapeador correto para o arquivo ROM carregado.

No caso, para ALESTE.ROM o jumper precisa ser ligado é apenas o K4 – isso deve ser feito somente depois de desligar o MSX.

Finalmente, o jumper do PRG pode ser fechado novamente para não permitir a gravação. Agora o cartucho está pronto para uso. É só colocar em qualquer slot MSX e ligar a máquina. O jogo deve começar assim que o MSX acessar o cartucho. Se o jogo não iniciar, verifique se o mapeador que você escolheu está configurado para o tipo correto do arquivo ROM carregada.

 

ATENÇÃO! Nunca insira ou remova o cartucho de um slot de cartucho quando o MSX estiver ligado! Isso pode causar graves danos ao seu cartucho e / e ao computador MSX!

 

IMPORTANTE: O jumper A16 é usado não apenas para configurar o mapeador ASCII16, mas também é necessário para a programação de qualquer arquivo ROM no cartucho com o utilitário FL16.COM. Se você definir o jumper para qualquer outro mapeador configuração, o utilitário FL16 não funcionará corretamente.

 

OBSERVAÇÃO:  No Zemmix, depois de gravar e antes de colocar o cartucho para executar, remova o SD Card, principalmente se o formato gravado for Konami4. Se não fizer isso o jogo não vai entrar.

 

Customizando um Pouco

 

O meu cartucho, fiz uma adaptação para ficar mais fácil de utilizar, ao invés dos jumpers, coloquei uma chavinha do tipo DIP com 5 posições, na realidade eu não tinha em mãos uma com 5 posições, então usei uma com 4 e uma chave liga e desliga. 

Também coloquei numa caixinha para melhor manuseio. Mas isso é coisa minha, a placa fornecida é completamente funcional utilizando os Jumpers. É mais uma dica para quem quer colocar em um case. Eu sempre uso o que tenho a mão para fazer essas coisas. Por isso, peço que perdoem se não estiver profissional o bastante. Mesmo porque pretendo comprar mais uma Multimapper. É sempre bom tem mais de um do mesmo na coleção.

No final ficou assim:

Se quiserem a arte do label (não oficial) para esta caixa, pode ser baixado aqui.

 

Download Label Cartucho Multimapper

]

 

Os Testes

 

O primeiro jogo que carreguei foi o IANNA, uma ROM com 786kb.

Primeiro, com o computador desligado

Ligue apenas o jumper do ascii16 e desliguei os outros, inclusive o  jumper do Prog

Digite FL16 IANNA6.ROM

Carregue  o cartucho com a ROM.

Depois, para executar desligue o jumper do ascii16 e ligue o jumper  konami4,  já que o formato da ROM carregada foi o KONAMI4

Veja as imagens:

 

 

O segundo que gravei foi o Aleste2, arquivo com 2MB.

Primeiro, com o computador desligado

Ligue apenas  o jumper do ascii16 e desliguei os outros, inclusive o  jumper do Prog

Digite FL16 ALESTE2.ROM

Carregue  o cartucho com a ROM.

Depois, para executar desligue o MSX, deixe o Cartucho como estava, jumper do ascii16 ligado e os outros desligados, já que o formato da ROM carregada foi a ASCII16

Veja as imagens:

 

 

 

 

O terceiro que gravei foi o PENNANT2, arquivo com 131KB.

Primeiro, com o computador desligado

Ligue apenas  o jumper do ascii16 e desliguei os outros, inclusive o  jumper do Prog

Digite FL16 PENNANT2.ROM

Carregue  o cartucho com a ROM.

Depois, para executar desligue o jumper do ascii16 e ligue o jumper do konami5, já que o formato da ROM carregada era KONAMI5 (SCC). Coloquei um cartucho de SCC no slot 2, apesar de não dar conflito, o jogo também não usou o recurso de som d SCC, apenas o audio normal do MSX.

Veja as imagens:

 

 

O quarto que gravei foi o MR-CHIN, arquivo com 8KB.

Primeiro, com o computador desligado

Ligue apenas  o jumper do ascii16 e desliguei os outros, inclusive o  jumper do Prog

Digite FL16 MR-CHIN.ROM

Carregue  o cartucho com a ROM.

Depois, para executar desligue o jumper do ascii16 e ligue o jumper do konami4,  o formato da ROM carregada era KONAMI4.

Veja as imagens:

 

 

 

O quinto que gravei foi o CIRCUS, arquivo com 16KB.

Primeiro, com o computador desligado

Ligue apenas  o jumper do ascii16 e desliguei os outros, inclusive o  jumper do Prog

Digitei FL16 CIRCUS.ROM

Carregue  o cartucho com a ROM.

Depois, para executar mantenha ligado o jumper do ascii16.

Veja as imagens:

 

 

 

Nos testes gravei várias outras ROM’s, mas não vou postar aqui, mesmo porque com os exemplos acima já dá para ter uma ideia tanto da manipulação, quanto funcionamento do cartucho.

Não consegui fazer funcionar algumas ROM’s, mas foram poucas, talvez sejam conversões malfeitas, ou pode ser outro problema. Entre elas está Ultraman e R-Type.

Abaixo, segue uma sugestão de outros jogos que podem ser gravados nesse cartucho. Mas existem muitos outros.

 

ZANAC EX

 

ALESTE GAIDEN

 

VAMPIRE KILLER

 

LOS AMORES DE BRUNILDA

 

Conclusão

 

Um cartucho poderoso e relativamente barato para nossos padrões, mas com muita qualidade e que vai permitir brincar muito com nossas máquinas de forma simples e funcional. 

Pode ser que alguma ROM não funcione, mas foram poucas.

A placa não tem SCC, mas suporta ROM’s Konami5 SCC, portanto a saída de audio é feita na própria saída do MSX.

A placa funciona no MSX1 (Testada no Expert da Gradiente).

Recomendo fortemente que adquiram pelo menos uma placa dessas, afinal como todos já perceberam, tudo que é produzido para o mundo retrô é em lotes. Pode demorar para sair um novo ou mesmo nem ser produzido novamente. 

Quer adquirir a sua, entre em contato no e-mail abaixo:

 

Paulo Maluf

Enviar e-mail para palmal007@hotmail.com

 

 

 966 total de visualizações,  6 visto hoje